PSDB-SP critica aumento do IPTU na capital paulista

O presidente do diretório estadual do PSDB de São Paulo, deputado Duarte Nogueira, e o líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo, vereador Floriano Pesaro, criticaram em nota oficial o reajuste do IPTU proposto pelo prefeito da capital paulista, Fernando Haddad (PT), e que foi liberado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), em sessão realizada nesta quarta-feira (26). Além das críticas, os tucanos informaram que pretendem recorrer da decisão do TJ-SP.

ELIZABETH LOPES, Estadão Conteúdo

26 Novembro 2014 | 19h31

Na nota, os líderes do PSDB afirmam que "o reajuste de até 35% do IPTU é abusivo e está acima da capacidade contributiva do paulistano", citando a crise na economia. "Ainda mais neste momento em que a economia do país patina com inflação em alta e crescimento pífio e há ameaça diária de aumento ou reativação de impostos pelo governo federal." E continuam: "O aumento do IPTU, da forma como foi proposto pelo prefeito Fernando Haddad, atingirá duramente e coletivamente aos paulistanos uma vez que incidirá em cascata sobre os preços e os custos da cidade."

Nas críticas, Nogueira e Pesaro destacam que mais uma vez a população deverá pagar "o preço da incapacidade gerencial dos administradores petistas que, ao invés de enxugarem a máquina pública e reduzir seus custos, incham a estrutura estatal, criando cargos e secretarias e entregando a conta para o cidadão, cujo acesso aos serviços públicos de qualidade, conforme prometido em campanhas eleitorais, nunca chega".

Mais conteúdo sobre:
São Paulo IPTU Haddad PSDB-SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.