Rei saudita deixa hospital em Nova York após um mês

O rei Abdullah, da Arábia Saudita, teve alta de um hospital em Nova York onde passou um mês em tratamento, informou a imprensa estatal do reino, exibindo imagens do idoso monarca caminhando em um corredor.

REUTERS

22 de dezembro de 2010 | 09h18

A imprensa não revelou quando o rei, de 86 anos, voltará ao seu país. A agência estatal SPA disse que ele ainda deve passar por recuperação e fisioterapia em Nova York.

Abdullah chegou ao hospital em cadeira de rodas e passou por duas cirurgias, depois que um coágulo complicou um problema de hérnia de disco.

"O rei Abdullah deixou o Hospital Presbiteriano na noite de terça-feira..., depois que Deus lhe deu boa saúde", disse a agência.

A TV estatal mostrou o rei caminhando lentamente, mas só a parte de cima do seu corpo apareceu, e não era possível saber se ele estava sendo amparado.

Abdullah, que está no poder desde 2005 e realiza uma série de cautelosas reformas no reino, é um importante aliado dos EUA no Oriente Médio. Seu sucessor imediato é o príncipe Sultan, também octogenário e doente, o que gera especulações de que o conservador ministro do Interior, príncipe Nayef, poderia assumir a gestão do reino, revertendo os planos reformistas de Abdullah.

(Reportagem de Ulf Laessing)

Tudo o que sabemos sobre:
ASAUDITAREIHOSPITAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.