Relator vota contra cassação de Cassol

Os ministros do TSE começaram a julgar ontem um recurso que definirá o futuro do governador de Rondônia, Ivo Cassol (sem partido). Por enquanto, um ministro (o presidente do TSE, Carlos Ayres Britto) votou pela cassação de Cassol e outro (o relator, Arnaldo Versiani) contra. O julgamento foi interrompido por um pedido de vista de Ricardo Lewandowski. O Ministério Público Eleitoral pede a cassação do governador por suposta compra de votos na eleição de 2006.

, O Estadao de S.Paulo

25 de novembro de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.