Sobe para 241 número de vítimas de incêndio em boate de Santa Maria

Subiu para 241 o número de vítimas do incêndio na boate Kiss, que ocorreu em janeiro na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, afirmou o Ministério da Saúde nesta quinta-feira.

Reuters

07 de março de 2013 | 15h20

Driele Pedroso Lucas, de 23 anos, morreu no início desta manhã, no hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre, e era a última paciente internada que respirava com ventilação mecânica, detalhou o hospital.

Até quarta-feira, 16 pacientes vítimas da tragédia ainda estavam internados, mas nenhum precisava de aparelhos para respirar, acrescentou o ministério.

O incêndio na boate Kiss começou na madrugada de 27 de janeiro, depois que uma faísca liberada por um sinalizador usado pela banda Gurizada Fandangueira, que se apresentava no local, entrou em contato com o revestimento acústico do teto, de acordo com a polícia.

A fumaça tóxica liberada na queima foi a principal responsável pela maioria das mortes por asfixia. Um laudo técnico mostrou, no corpo das vítimas, a presença de cianeto, que teria sido liberado com a queima da espuma.

A polícia civil ainda não concluiu o inquérito da tragédia na cidade gaúcha.

(Por Daniela Ades, em São Paulo)

Tudo o que sabemos sobre:
GERALVITIMASANTAMARIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.