Sobe para 54 total de suspeitos presos por tráfico no RS

A Polícia Federal prendeu hoje ao todo 53 pessoas no Rio Grande do Sul e uma em Santa Catarina durante a Operação Colméia, que desmantelou uma quadrilha acusada de tráfico de cocaína. Ainda há buscas por envolvidos com a quadrilha que não foram encontrados. A polícia também apreendeu 40 veículos, R$ 200 mil em dinheiro, armas, produtos para o refino da droga e galos de briga. Num sítio de Viamão, no Estado gaúcho, os policiais encontraram cerca de 450 quilos de cocaína acondicionada em tonéis enterrados.O delegado Ildo Gasparetto, superintendente da PF no Rio Grande do Sul, disse que a droga saia da Bolívia, passava pelo norte da Argentina e chegava ao Rio Grande do Sul cruzando o rio Uruguai. O grupo mantinha laboratórios de refino e uma rede de distribuição em diversas cidades do Sul do País. A investigação indicou que o grupo comercializava cerca de 500 quilos da droga por mês. "É a maior organização de traficantes que desbaratamos nos últimos anos", afirma Gasparetto.Segundo a Polícia Federal, a quadrilha era liderada por Ademar Fracalossi, que mantinha o Sapiranga Centro de Eventos em Meleiro, no sul de Santa Catarina, como fachada para os negócios e para lavagem de dinheiro. A força-tarefa de 300 homens também contou com ajuda de uma equipe de policiais federais do Ceará, que fez buscas num sítio mantido por um dos líderes da organização no Estado. O número de prisões superou o de mandados porque houve alguns flagrantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.