Sorocaba-SP proíbe exposição de cigarro perto de escola

A Câmara de Vereadores de Sorocaba (SP) aprovou hoje projeto de lei que proíbe a exposição de cigarros em estabelecimentos comerciais localizados num raio de 500 metros de escolas públicas e particulares. Aprovado por unanimidade, o projeto depende ainda de uma segunda votação para ser encaminhado à sanção do prefeito Vitor Lippi (PSDB). A norma prevê que os maços e pacotes de cigarros, charutos e cigarrilhas devem ficar armazenados em local próprio, fora da visão dos frequentadores.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

07 de dezembro de 2010 | 19h43

Como Sorocaba tem mais de 300 estabelecimentos de ensino, na prática, a medida elimina a exposição de produtos do tabaco em toda a região central e em grande parte da cidade. O autor do projeto, Mário Marte (PPS), disse que atendeu a uma sugestão feita por um grupo de alunos do ensino fundamental da Escola Estadual Aggêo Pereira do Amaral. Segundo ele, os próprios alunos concluíram que a exposição ostensiva do cigarro estimula o desejo de fumar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.