STF mandar soltar Dantas novamente; critica juiz por desrespeito

O presidente do Supremo TribunalFederal, Gilmar Mendes, concedeu novo habeas corpus nestasexta-feira ao banqueiro Daniel Dantas, preso na PolíciaFederal em São Paulo. Na decisão, Mendes afirma que o juiz Fausto Martin deSanctis, da 6a Vara Federal Criminal de São Paulo, insurgiu-secontra decisão do Supremo e que a "fundamentação utilizada pelojuiz não é suficiente para justificar a restrição à liberdadedo paciente". "O encarceramento do paciente revela nítida via oblíqua dedesrespeitar a decisão deste Supremo Tribunal Federalanteriormente expedida", afirma Mendes na decisão. O presidente do STF confirmou o que foi alegado pela defesade Dantas, de que não existem fatos novos a permitir a novaordem de prisão. Dantas foi preso pela primeira vez na terça-feira acusadopor uma série de crimes como formação de quadrilha, lavagem dedinheiro, gestão fraudulenta e evasão de divisas Dantas.Recebeu decisão de soltura pelo Supremo e saiu da prisão naquinta-feira. Dez horas depois, retornou à carceragem da PF poracusação de pagamento de suborno a policiais do órgão. A primeira prisão era temporária, de cinco dias, e asegunda, preventiva. (Reportagem de Carmen Munari)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.