Tempestade tropical Irina mata 72 pessoas em Madagascar

Pelo menos 72 pessoas foram mortas depois que a tempestade tropical Irina atingiu o norte de Madagascar no fim de fevereiro, causando enchentes e deslizamentos de terra, afirmaram as autoridades nesta quinta-feira.

ALAIN ILONIAINA, REUTERS

08 Março 2012 | 08h14

Três pessoas estão desaparecidas e 77.911 estão deslocadas, afirmou o Escritório Nacional para Gerenciamento de Desastre e Risco. O fenômeno natural destruiu 1.348 casas.

A tempestade Irina passou pelo país nos dias 26 e 27 de fevereiro, principalmente na parte norte da ilha.

"Os mortos estão soterrados na lama ou foram levados pela água", afirmou o secretário-geral da Cruz Vermelha de Madagascar, Fanja Ratsimbazafy, à Reuters por telefone.

"Muitas estradas estão bloqueadas por causa dos deslizamentos de terra. Rios transbordaram, isolando muitas vilas. O isolamento das áreas afetadas atrasa a chegada de informação. Isso também complica a organização da ajuda."

De acordo com a agência espacial norte-americana Nasa, a partir de quarta-feira o Irina se movia em direção a Moçambique com ventos a 83,3 quilômetros por hora e estava 889 quilômetros a leste-sudeste da capital Maputo.

Madagascar é propenso a ciclones e tempestades tropicais, principalmente na temporada de chuvas que vai de fevereiro a maio. Em meados de fevereiro, o ciclone Giovanna varreu a ilha, matando 35 pessoas e ferindo 284.

Mais conteúdo sobre:
MADAGASCAR TEMPESTADE MORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.