Total de vôos atrasados chega a 31,5%, aponta Infraero

O boletim das 18 horas da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) mostra que, dos 1.284 vôos programados desde a meia noite de hoje, 404 apresentavam atraso superior a uma hora, o equivalente a 31,5% dos vôos. Além disso, 80 vôos, ou 6,2% do total, foram cancelados. No final da tarde em Belo horizonte, os atrasos no Aeroporto Tancredo Neves - que chegaram a 60% pela manhã - estavam em 50%, com o registro de 31 vôos com problema em 62 programados. Os problemas não chegaram a atingir a outra pista de BH. Na Pampulha, apenas um vôo registrou atraso superior a uma hora e outro foi cancelado, de sete agendados. Em São Paulo, os índices de atrasos e cancelamentos permaneceram praticamente no mesmo patamar ao longo do dia. Às 18 horas, 26 dos 142 vôos programados em Congonhas mostravam atraso superior a uma hora (18,3% do total) e 23 haviam sido cancelados (16,2%). No Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, a situação era pior, com 50 vôos cancelados em 193 marcados (25,9% do total) e 2 cancelados (1%).No Rio de Janeiro, o Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) também foi o mais problemático do dia, com 31 atrasos em 117 vôos marcados até as 18 horas (26,5%) e seis cancelamentos (20%). Em Brasília, 39,3% dos vôos programados mostraram atraso similar. Eram 35 vôos com problemas em 89 programados, e quatro cancelados. Alguns dos principais aeroportos do Nordeste apresentaram índices de atraso superiores à média nacional: Recife (46,9%), Salvador (33,8%), Teresina (83,3%) e Natal (45,8%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.