PUBLICIDADE

A política às voltas com atritos entre governo, Congresso, STF e Elon Musk; as análises no Estadão

Colunistas do jornal tratam dos recentes embates do mundo político em que os Três Poderes medem forças e o dono da Tesla e também do X, antigo Twitter, vira personagem a estimular a crise entre as autoridades federais

Foto do author Redação
Por Redação

O cenário político anda em polvorosa. Os movimentos nos Três Poderes apontam para ações que parecem movidas pelo ressentimento, apontam os analistas do Estadão. Veja a seguir como os colunistas do jornal avaliam os embates recentes entre Executivo, Judiciário e Legislativo com participação do milionário Elon Musk.

Elon Musk e Alexandre de Moraes Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters e Pedro Kirilos/Estadão

Ricardo Corrêa: Brasil hoje é governado com base na pirraça, na vingança e no rancor nos Três Poderes

O jornalista aponta como Congresso, STF e o governo Lula andam se movimentando por sentimento de vingança. De votações no Legislativo a celebrações de aliados do governo quando integrantes da Lava Jato estão sob risco de punição.


Fabiano Lana: A política com fígado: senado retalia STF, enquanto petistas se movem pela vingança à Lava Jato

Lana também vê nas ações recentes do atores do mundo político motivações de retaliação aos adversários. O jornalista também aponta como petistas ficaram celebrando o temporário afastamento de magistrados que atuaram na Lava Jato.

O ministro da articulação política, Alexandre Padilha, e o presidente da Câmara, Arthur Lira, andam em pé de guerra. FOTO: WILTON JUNIOR/ESTADAO  Foto: Wilton Junior

Eliane Cantanhede: Quem defende Musk, submundo das redes e deputado acusado de assassinato? E por quê?

A colunista fala dos ataques do misterioso de Elon Musk ao ministro Alexandre de Moraes que, para ela, deveriam provocar o repúdio uníssono de todo o Brasil, da esquerda, da direita, de políticos e não políticos.


J.R.Guzzo: Lula e STF consideram a liberdade de expressão a pior inimiga da sociedade

O jornalista aponta que há uma ideia fixa do governo Lula e do STF para sustentar uma trapaça incurável: a de que a liberdade de expressão deve ser permitida, mas exclusivamente quando for “bem utilizada”.


Sergio Denicoli: A manobra de Elon Musk para enganar a direita no Brasil

Denicoli aponta que o empresário dono da Tesla e também do X, ex-Twitter, envolve-se na política interna brasileira para impedir que o País prossiga com tentativas de regular as redes sociais, o que poderia ser seguido por outros países.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.