PUBLICIDADE

Aliado de Alckmin critica presidente do PSDB da Bahia

O deputado João Almeida (PSDB-BA) vem sendo hostilizado pelos tucanos baianos por apoiar a aliança local do seu partido com o PFL

Por Agencia Estado
Atualização:

O deputado João Almeida (PSDB-BA) que vem sendo hostilizado pelos tucanos baianos por apoiar a aliança local do seu partido com o PFL voltou criticar a postura "personalista" do deputado Jutahy Júnior, presidente do PSDB baiano, que não admite a hipótese de união com os pefelistas. "Isso é no mínimo ridículo, pois ele afirma que não fecha um acordo por um problema pessoal com o senador Antonio Carlos Magalhães", disse Almeida para quem Jutahy está "remando contra a maré" e jogando em favor dos adversários. Ele voltou a acusar o presidente do PSDB-BA de "autoritário e ditador" pelo fato dele ter tentado censurar sua participação no programa de televisão do partido na semana passada. Almeida precisou recorrer à Justiça para evitar a censura. "Ele (Jutahy) tem mostrado um completo descompromisso partidário com suas atitudes e acaba contribuindo para que o PSDB fique cada vez menor na Bahia" criticou. A questão da aliança com o PFL só será definida na convenção do PSDB baiano cuja data ainda não foi marcada. "Acho que temos a maioria dos filiados que aprovam a aliança", disse Almeida, calculando que dos 17 prefeitos tucanos, 15 apóiam o governador Paulo Souto (PFL). Conforme o deputado, a direção nacional do PSDB já avisou aos diretórios estaduais para refletirem bem sobre as alianças para não correrem o risco de intervenção no futuro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.