PUBLICIDADE

Brasil precisa de ‘mais testosterona’, diz Nikolas Ferreira em ato pró-Bolsonaro no Rio

Deputado federal afirma que ex-presidente e pastor Silas Malafaia são homens com essa qualidade

PUBLICIDADE

Foto do author Levy Teles
Foto do author Marcio Dolzan
Foto do author Roberta Jansen
Foto do author Hugo Henud
Por Levy Teles , Marcio Dolzan , Roberta Jansen e Hugo Henud

BRASÍLIA e RIO — O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) disse que o Brasil precisa de “mais testosterona” e negou a necessidade de mais projetos de lei e emenda. Num discurso de pouco mais de cinco minutos, Nikolas fez ataques ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e elogiou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e o pastor Silas Malafaia.

“Este País não precisa de mais projetos de lei, este País não precisa mais de emenda. Este País precisa de homens com testosterona. É isso que esse País precisa. E eu tenho certeza que é o que esses dois homens (Bolsonaro e Silas) representam”, disse, durante ato pró-Bolsonaro em Copabacana neste domingo, 21.

Nikolas Ferreira pediu aplausos do público presente em ato pró-Bolsonaro no Rio ao empresário sul-africano Elon Musk. Foto: Reprodução Canal Silas Malafaia via YouTube

PUBLICIDADE

Nikolas debochou da baixa presença de petistas em atos pró-Lula, em comparação aos últimos atos. “Hoje o mundo está vendo quem é o verdadeiro líder do nosso País, Jair Messias Bolsonaro. É a primeira vez que temos um presidente da República que não consegue colocar o povo nas suas ruas”, afirmou.

Assim como seu colega deputado Gustavo Gayer (PL-GO), Nikolas agradeceu e pediu aplausos do público ao empresário sul-africano Elon Musk.

O empresário dono da rede social X (ex-Twitter) lançou uma campanha de ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que motivou apoiadores de Bolsonaro às vésperas da manifestação.

“Aqui eu quero deixar um agradecimento a um homem estrangeiro, Elon Musk, por que ele está fazendo. Porque eu sei que isso aqui vai rodar o mundo e peço uma salva de palmas pela luta pela liberdade no nosso País”, disse.

Nikolas finalizou o discurso com uma mensagem de esperança para o público. “O presente pode ser deles, mas o futuro será nosso”, disse.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.