EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Coluna do Estadão

| Por Roseann Kennedy

Roseann Kennedy traz os bastidores da política e da economia, com Eduardo Gayer e Augusto Tenório

PT teme contaminar base no Congresso com disputas de 2024

Coordenador do grupo eleitoral, senador Humberto Costa tem missão de não deixar articulações atrapalharem apoio na base de Lula no Congresso

PUBLICIDADE

Foto do author Augusto Tenório
Por Augusto Tenório

O PT começou a negociar as formações de chapas para as eleições municipais de 2024 no Grupo de Trabalho Eleitoral, que terá reunião nesta segunda, 10. Uma preocupação geral na sigla é não deixar as articulações regionais prejudicarem a relação com os partidos da base governo Lula no Congresso.

PUBLICIDADE

A prioridade dos petistas é ter o maior número possível de candidatos a prefeito, principalmente nas capitais. Mas, eles sabem que essa orientação esbarra em interesses de siglas como PSB, MDB e União, que hoje estão na Esplanada dos Ministérios.

O coordenador nacional do GT, o senador Humberto Costa (PE) foi taxativo sobre a necessidade de dissociar as conversas eleitorais da pauta do governo. “O governo é quem tem a política, as emendas e cargos, não podemos atrelar as eleições municipais à governabilidade”, avaliou o senador Humberto.

Humberto também ressaltou que vai priorizar as alianças com partidos da esquerda, mas o centro-direita não será descartado. “Vamos priorizar aqueles com quem temos relação histórica, como PDT, PSB, a federação com PCdoB e PV, mas também faremos alianças ao centro”.

O senador Humberto Costa (PT-PE) Foto: Clélio Tomaz/Leia Já Imagens

O União Brasil é um exemplo que preocupa. que integra a base, mas seguir caminho adverso em 2024. A sigla tem ministérios no governo Lula, mas só planeja lançar candidatos e fazer alianças com perfil de direita ou centro-direita, o que vai dificultar acordos com o PT na formação de chapas.

Publicidade

A legenda fará pesquisas para conferir quais nomes são competitivos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.