PUBLICIDADE

Título de Eleitor: Interesse dos mais jovens salta após ação na web

De acordo com o TSE, passa de um milhão o total de eleitores de 16 e 17 anos cadastrados para voto nas eleições 2022; em março, uma campanha do tribunal com influenciadores estimulava a emissão do documento

Foto do author Davi Medeiros
Por Davi Medeiros
Atualização:

O número de eleitores de 16 e 17 anos cadastrados para votar nas eleições deste ano fechou março em aproximadamente um milhão e 50 mil.Isso representa um salto de 26% em relação aos cerca de 830 mil que haviam emitido o título de eleitor até fevereiro. Os dados são da tabela que reúne estatísticas oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com o TSE, passa de um milhão o total de eleitores de 16 e 17 anos cadastrados para voto nas eleições 2022. Foto: Dida Sampaio/Estadão (07/10/2018)

PUBLICIDADE

O Estadão mostrou em março que o total de adolescentes aptos a votar era de aproximadamente 730 mil até o fim de janeiro, o que representava pouco mais de 10% dos jovens dessa faixa etária no País. O número passou a crescer de forma considerável após a Corte eleitoral lançar campanha incentivando o cadastramento, à qual aderiram influenciadores e artistas como Anitta, Larissa Manoela e Whindersson Nunes. 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o País tem cerca de 6,1 milhões de adolescentes de 16 e 17 anos. Logo, mesmo após a campanha, a porcentagem de eleitores desse grupo habilitados para votar ainda gira em torno de 17%. 

O título de eleitor pode ser emitido em poucas etapas pela internet. Confira tutorial do Estadão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.