PUBLICIDADE

Jornais unificam capas contra o coronavírus

Ideia da campanha é reforçar para o público a necessidade de buscar informação em veículos de jornalismo profissional

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Dezenas de jornais brasileiros unificaram suas capas hoje, como parte de uma campanha da Associação Nacional de Jornais (ANJ) para destacar a importância da informação de qualidade no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Veículos impressos de todo o País trazem em sua primeira página a seguinte mensagem: “Juntos vamos derrotar o vírus: Unidos pela informação e pela responsabilidade”.

Campanha daAssociação Nacional de Jornais (ANJ)destacaimportância da informação de qualidade no enfrentamento dapandemia do novo coronavírus. Foto: Estadão

PUBLICIDADE

O presidente da ANJ, Marcelo Rech, afirmou que a ação demonstra a união da imprensa brasileira em torno de uma causa comum: o serviço público de informação confiável. “Em situações dramáticas como a que vivemos, informação precisa e contextualizada é um bem ainda mais essencial”, disse.

Jornais que não têm edição impressa também vão veicular a campanha da ANJ em suas versões digitais. Nas redes sociais, os veículos vão usar a hashtag #imprensacontraovírus. A associação também criou cards para distribuição na web e em aplicativos de mensagem. A ideia da campanha, que começou no dia 18 de março, é reforçar para o público a necessidade de buscar informação em veículos de jornalismo profissional.

“O antídoto contra a desinformação espalhada nas redes sociais é a ‘boa viralização’ da informação verdadeira”, disse Marcelo Rech.

Na semana passada, um estudo global divulgado pela agência de comunicação Edelman mostrou que, em meio à pandemia de coronavírus, os veículos da grande imprensa são a fonte de informações mais confiável para 64% dos entrevistados

Decreto

No último domingo, 22, o presidente Jair Bolsonaro publicou ontem decreto que inclui a imprensa na lista de serviços essenciais e vedou que trabalhadores desta área sejam proibidos de circular, o que poderia afetar a atividade jornalística. Até agora, o governo já havia considerado 33 serviços públicos e atividades como indispensáveis à população durante o enfrentamento da pandemia de coronavírus.

Publicidade

O objetivo do governo federal é garantir o trânsito de trabalhadores destes setores no momento em que Estados decretam o fechamento de parte do comércio e dos transportes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.