PUBLICIDADE

Lula deve anunciar José Múcio na Defesa e nomes de comandantes militares na próxima semana

Presidente eleito se reuniu com brigadeiros da FAB, general Gonçalves Dias e ex-deputado para tratar das Forças Armadas

Foto do author Eliane Cantanhêde
Atualização:

BRASÍLIA - O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva reuniu hoje um general e três brigadeiros da reserva e informou que, na semana que vem, vai anunciar o ministro da Defesa e os futuros comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, escolhidos de uma lista tríplice dos oficiais de quatro estrelas mais antigos das três forças, provavelmente sem criar uma comissão de transição para as três Forças. O ministro deverá ser o ex-deputado e ex-presidente do TCU José Múcio, que estava presente na reunião.

A intenção do presidente é dispensar uma comissão formal de transição para as Forças Armadas, já que a passagem de cargo dos três comandantes é praticamente uma formalidade e os militares sondados para fazer parte de uma eventual comissão não gostaram da ideia de participar de reuniões de trabalho no CCBB. Diferentemente de Saúde, Educação e outras pastas, a transição nas três Forças é necessariamente uma continuidade dos programas em andamento.

O presidente eleitor Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu hoje com o ex-deputado José Múcio e com militares para tratar da formação do Ministério da Defesa. Foto: Wilton Junior/Estadão

PUBLICIDADE

Na reunião com Lula, nesta segunda-feira, 28, estavam o ex-comandante da Aeronáutica do governo Lula, brigadeiro Juniti Saito, os também brigadeiros Nivaldo Rossato e Ruy Chagas Mesquita, além do general Gonçalves Dias, responsável pela segurança de Lula tanto no governo como na campanha deste ano. O almirante convidado não pôde comparecer, pois acaba de passar por uma cirurgia.

Os civis presentes eram o próprio José Múcio, que já vinha conversando com os militares, Aloizio Mercadante, do PT e um dos coordenadores da transição, e o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.