Osmar Terra pede desculpas por confundir Boulos com diretor da Quaest Pesquisa

Ex-ministro questionou lisura de levantamento após publicar uma foto de Guilherme Boulos com a ex-deputada Manuela D’Ávila (PCdoB), supondo que o psolista seria, na verdade, Felipe Nunes

PUBLICIDADE

Por Redação
Atualização:
3 min de leitura

O ex-ministro da Cidadania Osmar Terra pediu desculpas após confundir o pré-candidato a deputado federal pelo PSOL, Guilherme Boulos, com o diretor da Quaest Pesquisa e Consultoria, Felipe Nunes, nesta quinta-feira, 12. Ele disse que descobriu o equívoco por “redes esquerdistas”.

“Acabei de descobrir pela redes esquerdistas que o Boulos não é o Felipe Nunes, e até não sei a quem pedir desculpas…, embora possam parecer farinha do mesmo saco. Apaguei o post antes que alguém desmaie de histeria!”, publicou.

Osmar Terra publicou foto de Guilherme Boulos como se fosse Felipe Nunes, diretor da Quaest Foto: Reprodução/Twitter

Ontem, Terra questionou a lisura das pesquisas feitas pela Quaest após publicar uma foto de Boulos com a ex-deputada Manuela D’Ávila (PCdoB), supondo que o psolista seria, na verdade, Nunes.

“Para quem não conhece, este é Felipe Nunes, o diretor da Quaest. Que fez pesquisa eleitoral para presidente publicada hoje. Ela dá ampla vantagem a Lula. É possível acreditar na isenção?”, escreveu.

Na pesquisa Quaest citada, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece com 46% das intenções de voto - dois pontos a mais que um mês atrás -, enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PL) segue no mesmo patamar em comparação ao último levantamento, com 29%.

Continua após a publicidade

Boulos respondeu a Terra no Twitter: “Prezado Osmar Terra Plana, não me chamo Felipe nem sou diretor de Instituto de Pesquisa. Melhore!”, escreveu.

Osmar Terra, ex-ministro do governo Bolsonaro. Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Notícias em alta | Política






Veja mais em politica