‘Quem tiver mais voto leva’, diz Bolsonaro sobre resultado das eleições

Presidente afirma que irá respeitar votação do segundo turno

PUBLICIDADE

Foto do author Rayanderson Guerra
Por Rayanderson Guerra

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou em entrevista após o debate da TV Globo desta sexta-feira, 28, que irá respeitar o resultado das urnas no segundo turno das eleições presidenciais contra Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

PUBLICIDADE

“Não há a menor dúvida. Quem tiver mais voto leva. É isso que é democracia”, disse.

A declaração do chefe do Executivo ocorre após proposta de adiar o segundo turno ganhar adesão da família do presidente. O deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP), filho do presidente, sugeriu que, para haver reparação ao pai em supostos erros de veiculação de propaganda eleitoral em rádios, as eleições teriam de ser postergadas. A tentativa de adiar o segundo turno da eleição presidencial, no entanto, não foi colocada em prática diante do recuo do próprio governo.

Antes, o presidente já havia dado várias declarações lançando dúvidas sobre o processo eleitoral e as urnas eletrônicas, sem apresentar provas.

Ao ser questionado após o debate desta sexta-feira se, assim como o ministro das Comunicações, Fábio Faria, se arrependia da denúncia de supostas irregularidade em inserções do programa eleitoral, Bolsonaro disse que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) “inverteu tudo”.

“Na verdade, perdemos inserções. Apresentamos provas ao TSE. Lamentavelmente, o TSE inverteu tudo. Eu não me arrependo. O TSE investigou empresários com prints da imprensa. O TSE, se não tivesse culpa em nada, não teria demitido o funcionário da forma como demitiu”, disse.

O presidente também demonstrou confiança na vitória no domingo. “Nós vamos ganhar as eleições para continuar, não só o que fizemos, mas com a garantia de que teremos um Brasil em liberdade.”

Publicidade

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.