PUBLICIDADE

Áreas de desmatamento têm maior índice de homicídios

Mapa mostra que é no interior do País e nas cidades de fronteira que a violência aparece com maior vigor

Por Lisandra Paraguassu
Atualização:

O segundo Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros, realizado pela Rede de Informação Tecnológica Latino Americana (Ritla) e divulgado nesta terça-feira, 29, mostra que as regiões de fronteira e ligadas ao desmatamento concentram os maiores índices de homicídios por habitante.   73,3% dos homicídios do Brasil acontecem em 10% das cidades Conheça as 10 cidades mais violentas do Brasil  Você acha que a violência diminuiu em São Paulo?  A íntegra da pesquisa sobre violência no País     Coronel Sapucaia, na fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai, e Colniza, no Mato Grosso, em pleno arco do desmatamento, são as campeãs do País, com mais de 105 assassinatos para cada 100 mil habitantes. "São áreas onde há uma enorme ausência do poder público, onde impera a lei dos mais fortes e um desrespeito quase absoluto aos direitos humanos", afirma o autor do estudo, Julio Jaboco Waiselfisz. O estudo permite uma imagem geral muito semelhante ao quadro verificado no ano passado, quando se descobriu que é no interior do País e nas cidades de fronteira que a violência aparece com maior vigor, e não nas capitais, como se poderia supor diante dos casos de violência urbana registrados no País.   O secretário-executivo do Ministério da Justiça, Luiz Paulo Telles Barreto, disse que o ministério já havia identificado a interiorização da violência. O ministério, segundo ele, já está trabalhando com a Polícia Federal e outros órgãos nessas regiões apontadas pelo estudo da Ritla. Ele disse ainda que o governo irá retomar a campanha do desarmamento para mobilizar mais uma vez a sociedade contra o uso de armas de fogo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.