Centro-esquerda italiana vence eleição na Câmara; Senado tem impasse

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A coalizão de centro-esquerda da Itália conquistará maioria na câmara baixa do Parlamento, mas no Senado há um impasse, informou o Ministério do Interior na terça-feira (horário local), depois que quase todos os votos foram contabilizados. Depois que 99,9 por cento das urnas foram apuradas, a centro-esquerda liderava a centro-direita por cerca de 125 mil votos na câmara baixa. Mas o Senado era uma história diferente. A centro-esquerda ganhará mais assentos do que a centro-direita, mas ficou aquém de uma maioria, mesmo numa coligação com a ajuda do primeiro-ministro Mario Monti, que está de saída do cargo. Como ambas as Casas são necessárias para aprovar leis, a centro-esquerda precisaria do apoio do Movimento 5 Estrelas, do comediante Beppe Grillo, ou da centro-direita de Silvio Berlusconi para aprovar leis, atualmente uma perspectiva improvável. Se nenhum acordo for alcançado, uma nova votação poderá ser convocada. (Reportagem de Steve Scherer)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.