PUBLICIDADE

Chef de cozinha espanhol e mulher são mortos a tiros no restaurante do casal na Bahia

Corpos de David Peregrina Capó e Érica da Silva Santos foram encontrados por vizinhos em Porto Seguro; polícia trabalha com a hipótese de latrocínio

Foto do author José Maria Tomazela
Por José Maria Tomazela

O chef de cozinha espanhol David Peregrina Capó, de 53 anos, e sua mulher, a brasileira Érica da Silva Santos, de 38, foram encontrados mortos com ferimentos à bala, nesta sexta-feira, 24, em Porto Seguro, no sul da Bahia. Os corpos estavam no restaurante do casal, à margem do Rio Buranhém, na Ilha do Pau do Macaco. A polícia trabalha com a hipótese de latrocínio, morte para roubar, mas não descarta outras linhas de investigação.

PUBLICIDADE

O restaurante Os Ribeirinhos está no roteiro turístico da gastronomia baiana Ilha dos Ribeirinhos e o casal era bastante conhecido na região, que é turística. Os corpos foram velados na Câmara Municipal de Itagimirim, cidade natal de Érica, que fica a 100 km de Porto Seguro. O casal foi sepultado na manhã deste sábado, 25, no cemitério municipal de Itagimirim, em clima de comoção.

De acordo com a Polícia Civil, o corpo de David foi encontrado na cozinha do restaurante. O da mulher estava na área externa do local, próximo à margem do rio. Moradores vizinhos acionaram a Polícia Militar. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Eunápolis, cidade próxima, foi ao local para realizar a perícia.

Conforme os peritos, quando o marido foi atacado no piso térreo, Érica estava no piso superior, provavelmente tomando banho. Ela teria tentado escapar pulando para o lado de fora, onde foi atingida pelos disparos. Ela foi alvejada na cabeça, enquanto David recebeu tiros na lateral do tórax e nas costas.

A delegacia de Porto Seguro expediu as guias para a remoção dos corpos para o Instituto Médico Legal (IML). A equipe de investigação já ouviu funcionários, vizinhos e ainda vai ouvir familiares das vítimas, na tentativa de descobrir a motivação dos crimes.

David era natural de Mallorca, uma ilha turística espanhola, no Mar Mediterrâneo. O casal costumava participar de eventos e festivais gastronômicos. Em novembro, o chef compartilhou em redes sociais a participação no “Festival Esquina do Mundo”, em Arraial d’Ajuda, distrito badalado de Porto Seguro.

Em agosto, David Capó participou do 4.º Festival Gastronômico de Eunápolis e chamou a atenção ao cozinhar uma paella, prato típico espanhol, ao vivo. Em redes sociais, ele compartilhava seu dia a dia de trabalho ao lado da mulher e manifestava seu amor pela Bahia.

Publicidade

O restaurante Os Ribeirinhos tem uma localização privilegiada. O acesso era exclusivo pelo rio e o estabelecimento possui um pier e um deck para a entrada e saída de barcos. O Rio Buranhém deságua no Oceano Atlântico na área urbana de Porto Seguro, que faz parte da Costa do Descobrimento.

A morte do casal repercutiu na região, normalmente muito pacata e conhecida como um paraíso turístico. Em sua página no Instagram, a Ilha dos Ribeirinhos postou homenagem ao casal. “É com muita tristeza que comunicamos o falecimento dos nossos queridos David e Érica. Sabemos que David e Érika eram pessoas muito queridas por todos pelo seu carinho, profissionalismo, amizade e alegria”, diz o texto.

A Câmara dos Diretores Lojistas de Porto Seguro (CDL) expressou condolências pela morte do casal dono do restaurante Os Ribeirinhos. “Nossos corações estão entristecidos e nossos pensamentos estão com suas famílias neste momento difícil. Que encontrem conforto na memória do legado deixado por esse casal incrível e que a justiça seja feita.”

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes Costa do Descobrimento (Abrasel) também manifestou pesar pelas mortes. “No silêncio de suas ausências, encontramos a força das memórias que compartilhamos. A família Abrasel Costa do Descobrimento está em luto. Nossos sinceros sentimentos a todos os familiares”, postou em sua rede social. O Sebrae Extremo Sul da Bahia divulgou nota expressando as “mais profundas condolências às famílias e amigos pela irreparável perda”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.