PUBLICIDADE

Cientista alemão procurado pela Interpol é preso em Florianópolis

Homem foi condenado na Alemanha por arrecadar milhões de euros com uma pesquisa fraudulenta e, em dezembro de 2011, passou a ser foragido internacional

Por GHEISA LESSA
Atualização:

Um cientista alemão procurado pela Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) foi preso nesta terça-feira, 23, em Florianópolis, Santa Catarina. Ele é acusado de ter cometido fraude financeira milionária. A Polícia Federal não informou o nome do homem.O mandado de prisão, expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em setembro, foi cumprido pela PF. O cientista aguarda o processo de extradição na Central de Triagem do Estreito, presídio no Centro de Florianópolis.O pesquisador foi localizado na Rua Manoel Severino, na Lagoa da Conceição, em Florianópolis. De acordo com a PF, ele foi detido dentro de um carro branco, estacionado em frente à sua suposta residência. Segundo as investigações, ele morava no endereço desde janeiro. O cientista arrecadou quatro milhões de euros para desenvolver uma teoria científica fraudulenta. As pesquisas seriam relacionadas a uma tecnologia de segurança para serviços bancários online. Ele foi condenado na Alemanha e, em dezembro de 2011, passou a ser foragido internacional.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.