Congonhas e Cumbica ainda operam por instrumentos

PUBLICIDADE

Por Paulo R. Zulino
Atualização:

Os aeroportos de Congonhas, na zona sul de São Paulo, de Cumbica, em Guarulhos, continuam operando com o auxílio de instrumentos para pousos e decolagens em razão do mau tempo. Apesar disso, conforme a assessoria de imprensa da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), a movimentação de passageiros e os vôos não estão sendo seriamente prejudicados. Em Congonhas, das 6 horas, quando o aeroporto abriu, até 11 horas, dos 82 vôos previstos, cinco acabaram atrasando uma hora ou mais e outros três foram cancelados. Em Cumbica, dos 90 vôos programados entre 0h e 11 horas, três tiveram atrasos iguais ou superiores a uma hora e apenas um sofreu cancelamento. De acordo com a Infraero, os dois aeroportos não chegaram a fechar nenhuma vez. Eles estão funcionando tanto com a pista principal como com a via auxiliar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.