PUBLICIDADE

Funk vira polêmica no carnaval de São Luiz do Paraitinga

Por REGINALDO PUPO
Atualização:

Acostumados a ouvir as tradicionais marchinhas carnavalescas que tornaram a cidade de São Luiz do Paraitinga famosa em todo o Brasil, muitos foliões devem estranhar neste ano músicas que não fazem parte do repertório tradicional.Samba, música eletrônica e até funk também serão ouvidos nos quarteirões da cidade do Vale do Paraíba em um projeto de uma cervejaria para a folia que há décadas atrai cerca de 150 mil turistas por ano. A descaracterização da festa, no entanto, causa polêmica.O festival vai levar para São Luiz do Paraitinga o DJ francês Bob Sinclair, um dos mais renomados do mundo, além de Turma do Pagode, Buchecha e Bonde do Tigrão. Jorge Ben Jor foi outro convidado. Para prestigiar as bandas, o folião terá de pagar ingresso, já que as apresentações serão realizadas em uma área vip dos patrocinadores.As apresentações, porém, não fazem parte da programação oficial da prefeitura, que prevê o desfile de 14 blocos e cinco bandas. A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo procurou o secretário municipal de Turismo, Eduardo Coelho, no fim da tarde desta quarta-feira (16) para comentar a possível descaracterização do carnaval, mas não conseguiu resposta. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.