PUBLICIDADE

Ibama aplica R$ 3 mi em multas em Tailândia-PA

Por Elvis Pereira
Atualização:

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) aplicou multas com valor total que ultrapassou R$ 3 milhões em Tailândia, no Pará, até ontem, segundo balanço divulgado hoje pela Polícia Federal (PF). Durante a Operação Arco de Fogo, iniciada no dia 25 na cidade para conter o desmatamento da Amazônia, a PF apreendeu 4,9 mil m³ de madeira, 845 metros de carvão, 13 motosserras, dois tratores, um caminhão e equipamentos de serraria. Nove estabelecimentos também foram interditados. A PF instaurou dois inquéritos e seis termos circunstanciados, voltados para a apuração de crimes menores. Durante a ação, que também conta com agentes da Força Nacional de Segurança (FNS), 415 carvoarias terminaram derrubadas. Sessenta delas foram destruídas pelos próprios donos, que, com isso, pretendiam evitar problemas com a fiscalização. Estima-se que esses fornos consumiam mais de 11.600 árvores de porte médio em um mês. Segundo a PF, as madeiras mais encontradas são das espécies ipê, angelim vermelho, maçaranduba, melanciero, guajará, louro, taxi, pequiá e tatajuba.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.