PUBLICIDADE

Kobayashi é o mais rápido em segundo teste da F1

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O piloto da Sauber Kamui Kobayashi foi o mais rápido no segundo teste da pré-temporada da Fórmula 1, que terminou nesta sexta-feira em Barcelona. Os grandes candidatos ao título, no entanto, não deram importância ao tempos. O japonês marcou sua melhor volta em 1min22s312 com pneus macios em uma simulação de classificação antes da pausa para o almoço. À tarde as equipes se concentraram em etapas maiores de treinamento. Kobayashi no total completou 145 voltas. "O treino de classificação era na verdade uma fraqueza nossa nas duas últimas temporadas e nós temos que resolver isso", disse o chefe dos engenheiros de pista da Sauber, Giampaolo Dall'Ara. "Obviamente isso exige treinamento adequado." "O tempo dessa volta agora é o mais rápido da semana, mas com certeza isso não significa muito porque as comparações apropriadas nunca são possíveis durante os testes, com cada equipe usando programas diferentes." O venezuelano Pastor Maldonado, da Williams, fez o segundo melhor tempo num total de 134 voltas, com o britânico Paul di Resta em terceiro, pela Force India. Jenson Button, campeão mundial de 2009, foi o quarto pela McLaren, à frente de Felipe Massa, da Ferrari, e de Mark Webber, que completou uma simulação completa de corrida pela escuderia atual campeã Red Bull. "Nos concentramos em nossos programas de engenharia. Passamos as manhãs reunindo dados, fazendo testes e não tentando ser rápidos ou super-rápidos, e à tarde fazendo corridas longas", disse o chefe da McLaren, Martin Whitmarsh, à TV Sky Sports britânica. "Suspeito que os grandes nomes poderiam ir dois ou três segundos mais rápidos por volta se realmente tentassem, mas esse não é o mesmo caso. Não queremos ganhar o campeonato de inverno (europeu)", acrescentou, referindo-se à estação do ano em que são realizados os testes da pré-temporada. O último teste antes do início do campeonato também será em Barcelona, na próxima semana, e a temporada começa em 18 de março na Austrália. (Reportagem de Alan Baldwin)

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.