PUBLICIDADE

Maioria do STF condena Genoino por corrupção ativa no mensalão

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O ex-presidente do PT José Genoino foi considerado culpado nesta terça-feira pelo crime de corrupção ativa pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) durante o julgamento da ação penal do chamado mensalão na Corte. Presidente do partido à época do escândalo em 2005, Genoino faria parte do "núcleo político" do esquema. De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, ele representaria o então ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, nas negociações com partidos da base do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Genoino, ex-deputado federal por São Paulo, também acertaria os valores a serem pagos por beneficiários do esquema para a compra de votos e teria feito empréstimos ilegais em nome do partido. A defesa do ex-dirigente petista, que atualmente ocupa um cargo de assessor no Ministério da Defesa, argumenta que ele não era responsável pelas finanças do partido à época. Seis dos 10 ministros que atualmente integram a Corte já votaram pela condenação de Genoino. Entretanto, a condenação só será sacramentada com a proclamação da sentença, já que existe a possibilidade, ainda que remota, de qualquer um dos ministros mudar de opinião até lá. (Reportagem de Hugo Bachega e Ana Flor)

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.