PUBLICIDADE

Menor suspeito de atacar PMs é apreendido em SP

Por Ricardo Valota
Atualização:

Um adolescente de 16 anos, suspeito do assassinato e uma tentativa de homicídio contra dois policiais militares, foi apreendido, na noite desta quarta-feira (18), durante uma operação da Polícia Militar na Favela Morro da Lua, no Campo Limpo, zona sul da cidade de São Paulo.O adolescente W.J.S., conhecido como "Bochecha" ou "Bolacha", estava escondido dentro da favela e foi denunciado por um morador da região. Por volta das 19h30, ao entrarem na comunidade, policiais da 5ª Companhia do 37º Batalhão avistaram o menor que, segundo a PM, largou uma espingarda calibre 38, correu e subiu na laje de uma das casas.Ao entrarem na residência, com autorização da moradora, e subirem na laje do imóvel, os policiais encontraram o menor, que estava escondido dentro da caixa d''água. O rapaz foi levado para o plantão do 89º Distrito Policial, do Portal do Morumbi, e deve ser encaminhado para a Fundação Casa. Até o final da madrugada desta quinta-feira,a Polícia Civil não tinha informações sobre a suspeita que recai sobre o adolescente, ao contrário da PM.Segundo a corporação, o adolescente seria o assassino do soldado Adilson Pereira de Araújo, crime ocorrido em 31 de julho deste ano. O policial era da 4ª Companhia do 1º Batalhão e foi atacado a caminho do trabalho no final da madrugada de uma terça-feira na Avenida Carlos Caldeira Filho, no Campo Limpo. Foram pelo menos 10 tiros contra Araújo. O policial ocupava um Gol preto e foi abordado por dois desconhecidos em uma moto.Já o soldado Marcos Paulo Dias, de 36 anos, foi baleado às 19h30 da última segunda-feira (15), após uma abordagem a dois suspeitos próximo à mesma favela onde o adolescente foi localizado na noite desta quarta-feira. Os policiais faziam patrulhamento quando desconfiaram dos ocupantes de uma moto. Na fuga, os dois suspeitos abandonaram a moto e correram para o interior da favela, onde se esconderam. Na tentativa de encontrar a dupla, o soldado foi atingido nas costas por um rapaz que estava sobre a laje de uma das residências. Dias foi levado para o pronto-socorro da região e sobreviveu. A Polícia Militar não soube afirmar se a laje onde o adolescente foi localizado na noite desta quarta-feira é a mesma de onde partiu o disparo que feriu o soldado Dias no último dia 15.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.