PUBLICIDADE

Negros e brancos ainda estão divididos quanto Obama--pesquisa

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Os norte-americanos negros e brancos ainda estão divididos em relação à primeira eleição na qual um negro representará um grande partido. É o que apontou uma pesquisa do jornal New York Times e da emisspra de TV CBS, divulgada na terça-feira. A pesquisa descobriu que negros e brancos têm visões muito diferentes de Barack Obama, senador por Illinois que pode ser o primeiro presidente negro dos Estados Unidos. Eles também estão divididos quanto à questão da relação entre raças no país, informou o jornal. Na pesquisa, 83 por cento dos negros têm uma opinião positiva sobre Obama, contra 31 por cento dos eleitores brancos. Obama enfrentará John McCain, republicano branco, senador pelo Arizona, nas eleições de 4 de novembro. Quanto às relações raciais, 59 por cento dos negros pensam que elas costumam ser ruins. Apenas 34 por cento dos brancos pensam da mesma maneira. Segundo a pesquisa, que telefonou para 1.796 adultos, 39 por cento dos negros disseram que, nos últimos anos, não viram nenhum progresso na eliminação do racismo. Apenas 17 por cento dos brancos disseram o mesmo. Vinte e sete por cento dos brancos afirmam que muito já foi feito para solucionar os problemas dos negros, enquanto metade dos negros acreditam que ainda não foi feito o suficiente. A pesquisa foi feita entre os dias 7 e 14 de julho e tem margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos. Outra pesquisa, encomendada pelo Washington Post e pela ABC News, mostrou que Obama lidera John McCain com 50 por cento das intenções de voto, contra 42 por cento do republicano. A pesquisa também deu 19 pontos de vantagem a Obama no quesito economia, a questão de maior preocupação para os eleitores norte-americanos hoje. A pesquisa, feita com 1.119 adultos e 971 eleitores registrados, aconteceu entre os dias 10 e 13 de julho. Os resultados também têm margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos. (Reportagem de JoAnne Allen)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.