Polícia libera detidos durante conflito em Paraisópolis

Confronto deixou um saldo de seis feridos, sendo quatro policiais e dois moradores da favela

Por Paulo Maciel e Daniela do Canto
Atualização:

Na madrugada desta terça-feira, 3, os nove suspeitos detidos durante confronto na Favela de Paraisópolis na segunda foram liberados. Todos foram identificados antes da liberação. Os conflitos ocorridos durante a tarde e parte da noite desta segunda-feira deixaram um saldo de seis feridos, sendo quatro policiais militares e dois moradores da favela.   Veja também: Sobe para 6 número de feridos em confronto em Paraisópolis Polícia libera detidos durante conflito em Paraisópolis Polícia relaciona morte de traficante a protesto em favela Moradores e PMs se confrontam na favela Paraisópolis, em SP  TV Estadão - O confronto com a PM  Galeria de fotos do confronto em Paraisópolis   A favela continua ocupada por policiais militares. De acordo com corporação, 221 policiais militares, com 38 viaturas do policiamento e outras 22 viaturas da Tropa de Choque devem permanecer no local durante toda a madrugada.   O secretário da Segurança Pública, Ronaldo Marzagão havia determinado à Polícia Militar que mantivesse um cerco à Favela de Paraisópolis no início da noite. Todos os acessos permanecerão ocupados por tempo indeterminado. "Esses bandidos ficarão cercados e serão presos, senão hoje (segunda), nos próximos dias", afirmou Marzagão. "A saturação da área é uma forma de proteger a população de bem e, ao mesmo tempo, dar uma resposta aos criminosos. Vamos agir dentro da lei".

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.