PUBLICIDADE

Presidente da Mauritânia pede calma à população após ser baleado

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O presidente da Mauritânia apareceu na televisão para pedir calma à população neste domingo, horas depois de ter sido baleado por soldados no que ele classificou como acidente. Visto pelo Ocidente como um aliado contra a crescente presença da al Qaeda no Deserto do Saara, Mohamed Ould Abdel Aziz tem governado um país no noroeste da África que tem se mantido em grande medida estável desde que ele assumiu o poder em um golpe de Estado em 2008. Abdel Aziz foi ferido na noite de sábado quando um patrulheiro militar abriu fogo contra seu comboio cerca de 40 quilômetros da capital, Nouakchott. Uma fonte médica afirmou que ele foi baleado no abdome. "Eu quero acalmar todos os cidadãos", disse Abdel Aziz em um discurso transmitido pela televisão estatal feito de sua cama no hospital. "Eu quero garantir a todos sobre meu estado de saúde depois desse incidente cometido por um erro." Logo após o pronunciamento, ele foi levado para a França, antigo colonizador da Mauritânia, para tratamento adicional, informou uma autoridade da Mauritânia. (Por Laurent Prieur, reportagem adicional de Catherine Bremer em Paris)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.