PUBLICIDADE

Republicanos devem ampliar vantagem nos governos estaduais dos EUA

Por COLLEEN JENKINS
Atualização:

Os democratas estão na defensiva nas disputas para os governos estaduais norte-americanos neste ano, uma vez que quatro dos governadores do partido deixaram seus cargos em comparação com apenas um republicano. A batalha pelos 11 governos estaduais em jogo em 6 de novembro tem recebido pouca atenção em comparação com as disputas pela Casa Branca e pelo Senado dos Estados Unidos, onde o controle dos democratas está sob risco. Apenas meia dúzia das disputas nos Estados está sendo concorrida. Os republicanos, que têm uma vantagem de 29 a 20 sobre os democratas, parecem estar prestes a ampliar essa maioria. É provável que eles conquistem ao menos um governo a mais, de acordo com as pesquisas recentes e com analistas políticos. As associações dos governadores democratas e republicanos estão gastando milhões de dólares em Estados decisivos, como Carolina do Norte, New Hampshire e Missouri, assim como nas eleições mais concorridas em Montana, West Virginia e no Estado de Washington. "Nosso objetivo é apenas somar à nossa maioria de 29 governadores, de preferência com algumas cadeiras", afirmou o porta-voz da Associação dos Governadores Republicanos, Mike Schrimpf. "Qualquer ano que você consiga Estados é um ano bom, especialmente em um ano de eleição presidencial." O maior número de governos estaduais obtidos até hoje pelo Partido Republicano foi 34, no começo dos anos 1920. Os democratas já estiveram à frente de 39 Estados, de acordo com os dados da Associação Nacional de Governadores. Um Estado, Rhode Island, atualmente tem um governador independente. A vitória mais provável para os republicanos deve ocorrer na Carolina do Norte, onde os democratas mantiveram o cargo mais alto do Estado por ao menos duas décadas. O governador Bev Perdue decidiu não tentar a reeleição em meio à queda na popularidade. O republicano Pat McCrory, ex-prefeito de Charlotte que perdeu por pouco para Perdue em 2008, tem ficado à frente neste ano nas pesquisas do rival democrata, Walter Dalton.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.