PUBLICIDADE

Santa Casa de Tietê rifa carro contra a crise

Sorteio foi autorizado pela Receita Federal; falido, hospital tem dívidas de R$ 11 milhões

Foto do author José Maria Tomazela
Por José Maria Tomazela e SOROCABA
Atualização:

A Santa Casa de Misericórdia, único hospital de Tietê, cidade localizada a 145 km de São Paulo, vai iniciar a venda de uma rifa para arrecadar recursos e evitar o fechamento. A Ação entre Amigos, que prevê o sorteio de um carro zero quilômetro de uma montadora chinesa, foi autorizada pela Receita Federal.

Endividado, o hospital enfrenta a maior crise desde sua fundação, há mais de cem anos, e está sob intervenção municipal desde o dia 17 de janeiro.

O prefeito José Carlos Melaré (PT) decretou a intervenção depois que a antiga diretoria ameaçou paralisar o atendimento caso o repasse mensal da prefeitura para o hospital não passasse de R$ 300 mil para R$ 550 mil.

De acordo com o interventor Paulo Malta Corrêa da Silva, a Santa Casa enfrenta grave crise há vários anos e acumula dívida de R$ 11 milhões com fornecedores e prestadores de serviços. No ano passado, a maternidade chegou a ser fechada e gestantes em trabalho de parto foram mandadas para outras cidades, mas o serviço já foi restabelecido.

O hospital - que tem 62 leitos para internação e atende 4,5 mil pacientes por mês, incluindo cidades da região, como Cerquilho, Jumirim e Porto Feliz - opera com um déficit mensal de R$ 200 mil. Mais de 90% do atendimento, que inclui emergências, são de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Estratégia. A nova gestão recorreu a campanhas de doações, festas e jantares beneficentes para arrecadar fundos para reduzir o prejuízo mensal e assegurar o pagamento dos 20 médicos. Foi criado até um serviço de telemarketing para pedir ajuda financeira.

A rifa é outra iniciativa. Cada cupom será vendido a R$ 20 e a expectativa de receita é de R$ 200 mil. O sorteio será feito com base no resultado da Loteria Federal do dia 16 de junho. Além do carro, estão previstos outros prêmios, como uma conta poupança no valor de R$ 2 mil.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.