PUBLICIDADE

STF inicia julgamento sobre pesquisas com célula-tronco

Por CAROLINA FREITAS
Atualização:

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie, iniciou o julgamento sobre o uso de células-tronco embrionárias em pesquisas científicas. O julgamento acontece em Brasília. O relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin), ministro Carlos Ayres Britto, abriu a sessão e lê, nesse momento, o relatório da ação. A Adin, de autoria do ex-procurador-geral da República Cláudio Fonteles, pede a retirada do trecho da Lei de Biossegurança que permite a pesquisa com células-tronco embrionárias. Na visão de Fonteles, o estudo fere o direito à vida do embrião, previsto na Constituição Federal.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.