Suspeita diz à polícia que empréstimo de idoso morto em banco seria para TV e reforma

Erika Nunes prestou depoimento após ser detida em agência bancária de Bangu, na zona oeste do Rio. Defesa diz que ela acreditava que o parente estava vivo

PUBLICIDADE

Por Fabio Grellet

Érika de Souza Vieira Nunes, de 43 anos, disse à Polícia Civil, em depoimento, que o empréstimo que tentava fazer em nome de Paulo Roberto Braga, de 68 anos, tinha o objetivo de comprar um aparelho de TV e fazer uma reforma na casa de Braga. A mulher foi presa após o serviço médico constatar na agência bancária que o idoso estava morto. A polícia acredita que Erika tentava cometer uma fraude.

Ela foi detida na terça-feira, 16, e levada para prestar depoimento na delegacia de Bangu, bairro onde está situado a agência bancária. Erika acabou autuada em flagrante por tentativa de furto mediante fraude e vilipêndio a cadáver e passaria por audiência na Justiça nesta quarta-feira, 17. A defesa da mulher diz que ela acreditava que Braga estava vivo até chegarem à agência bancária.

Em imagens gravadas no local, o idoso aparece desacordado em uma cadeira de rodas e não responsivo às interações da mulher, que faz perguntas e comentários. Ela chega a perguntar se o homem está ouvindo e pede para que ele assine documentos solicitados pelo banco. “O senhor precisa assinar. Se o senhor não assinar, não tem como”, diz em um trecho. O empréstimo era no valor de R$ 17 mil.

PUBLICIDADE

Funcionários do local alertaram a mulher sobre a aparência do idoso, que estava pálido e sem reações, e em seguida acionaram a polícia.

Médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também estiveram no local e constataram a morte do idoso, que teria acontecido horas antes na opinião dos socorristas. De acordo com a Polícia Civil, o corpo do homem foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), onde as causas da morte estão sendo apuradas.

Médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estiveram no local e constataram a morte do idoso Foto: Reprodução/TV Globo

Imagens de câmeras do circuito de segurança de um centro comercial em Bangu, na zona oeste do Rio, mostram a mulher circulando pelo local com o idoso imóvel em uma cadeira de rodas. O vídeo mostra o homem com a cabeça tombada em alguns momentos enquanto a mulher os leva em direção a uma agência bancária, onde tentaria finalizar um empréstimo em nome do idoso. /COLABORARAM RARIANE COSTA E CAIO POSSATI

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.