PUBLICIDADE

Cópia de disco enviado ao espaço para mostrar o planeta a ETs vai a leilão: o que tem na gravação?

Objeto reuniu sons e imagens para expor a diversidade de vida e cultura na Terra e continua viajando pelo espaço. Versão em fitas deve ser leiloada por até R$ 2,8 milhões

Por Fabio Grellet
Atualização:

Começou às 8h20 desta quinta-feira, 27, na casa de leilões Sotheby’s, em Londres, o leilão de um dos objetos mais simbólicos da corrida espacial: um conjunto de duas fitas que são uma cópia da gravação principal do Voyager Golden Record, o disco dourado enviado ao espaço pela agência espacial dos Estados Unidos (Nasa) em 1977, dentro de cada uma das duas sondas gêmeas Voyager, lançadas em agosto e setembro daquele ano.

PUBLICIDADE

Na ocasião, foram reunidos sons e imagens para expor a diversidade de vida e cultura da Terra, incluindo saudações em 59 idiomas e 115 imagens do planeta. O disco é considerado a primeira mensagem interestelar da humanidade para uma possível vida inteligente no espaço.

Foram produzidas oito cópias desse disco (incluindo as duas que voaram para o espaço), feitas em cobre e banhadas a ouro e com previsão de durar de 1 a 5 bilhões de anos. Na capa de cada disco, foram gravados símbolos representando como localizar o sol e instruções sobre como ter acesso ao conteúdo do objeto (supondo que o extraterreste que recebesse o disco tivesse alguma noção de tecnologia).

Conjunto de duas fitas que são uma cópia da gravação principal do Voyager Golden Record, o disco dourado enviado ao espaço pela Nasa, em 1977 Foto: Divulgação / Sotheby's

As duas fitas que foram a leilão pertenciam ao astrônomo americano Carl Sagan (1934-1996) e sua mulher, a produtora Ann Druyan, atualmente com 74 anos. O conjunto deve ser arrematado pelo valor de US$ 400 mil (R$ 1,8 milhão) a US$ 600 mil (R$ 2,8 milhões).

As fitas estão em caixas originais do Columbia Recording Studios, ainda com etiquetas manuscritas, e o áudio é de alta qualidade, segundo a casa de leilões. Um rolo contém música, canções de baleias jubarte, falas de representantes da Organização das Nações Unidas (ONU), saudações e outros sons do mundo. A outra fita contém músicas de diversos estilos e ritmos.

Segundo a Sotheby’s, uma fita tem 51 minutos e 38 segundos, com “música, vozes da língua mundial, delegados da ONU, baleias e sons da Terra” no lado 1, que tem 22 minutos, e música do mundo no lado 2, com 29 minutos e 38 segundos. A segunda fita tem músicas do mundo nos dois lados, no tempo total de 60 minutos e 49 segundos.

Dentre as canções a bordo, estão Bach, Mozart, Beethoven, bem como músicas de povos originários da Indonésia, do Congo e da Austrália. Dentre os sons representados, estão de chuva, grilos, pássaros, chimpanzés, fogo, carroça, trem e automóvel.

Publicidade

Os discos continuam viajando pelo espaço, dentro das sondas Voyager. Segundo a Nasa, a Voyager 1 já viajou 24 bilhões de quilômetros e atualmente é a espaçonave mais distante da Terra, enquanto a Voyager 2 já percorreu mais de 20 bilhões de quilômetros.

Até a publicação desta reportagem o leilão não havia terminado e não havia informações sobre a oferta de lances. / COM AGÊNCIAS

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.