PUBLICIDADE

Gostaria de viver em Marte? Nasa seleciona candidatos para uma simulação; veja critérios

Missão simulada tem o objetivo de preparar a primeira viagem humana real ao planeta vermelho. Agência americana divulgou faixa etária e formações prioritárias

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A Agência Espacial dos EUA, a Nasa, anunciou na última sexta-feira, 16, que busca candidatos “sãos e motivados” para participar da próxima missão simulada a Marte. Os aspirantes a astronauta devem ser americanos ou residentes no país e ter de 30 a 35 anos.

A missão simulada está prevista para acontecer na primavera de 2025 e tem por objetivo preparar a primeira viagem humana de verdade ao planeta vermelho. Essa é a segunda missão “Analogia de Exploração da Saúde e o Rendimento da Tripulação” em que as quatro pessoas selecionadas viverão durante um ano no Centro Espacial Johnson da Nasa, em Huston.

A imagem da Nasa mostra uma imagem de Marte capturada pela câmera do rover Perseverance Foto: Nasa
  • A Agência Espacial espera obter “importantes dados científicos na prova” e afirmou que os solicitantes devem ter “um forte desejo de viver aventuras únicas e gratificantes”, além do interesse de contribuir para o trabalho da Nasa. Os participantes serão recompensados financeiramente, mas os valores só serão informados durante o processo de seleção.

Durante a missão terrestre – a segunda de três previstas – a tripulação viverá em um espaço de menos de 160 metros quadrados, preparado para simular as condições que os humanos encontrariam no planeta vermelho, como limitação de recursos, falta de equipamentos e atrasos nas comunicações.

  • Os candidatos não podem ser fumantes e devem dominar o inglês para uma comunicação eficaz entre os membros da tripulação e com o controle da missão. As inscrições estão abertas até o próximo dia 2 de abril.

A seleção seguirá critérios da Nasa para candidatos a astronautas, como um mínimo de mil horas de voo ou um mestrado nas áreas de engenharia, matemática, ciência ou tecnologia. Outros aspectos podem pesar na seleção, como ter uma formação militar ou uma licenciatura em medicina.

Entre as tarefas que a agência espera dos participantes estão passeios espaciais simulados, operações robóticas, manutenção do habitat, exercícios e desenvolvimento de cultivos. /EFE

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.