Observatório do RS capta explosão de meteoro com brilho maior que o da Lua; veja vídeo

Bólido cruzou o céu gaúcho na noite desta quinta-feira, sendo o maior do tipo a ser registrado no Estado neste ano

PUBLICIDADE

Foto do author Ramana Rech
Por Ramana Rech
Atualização:

O Observatório Espacial Heller & Jung captou imagens de um meteoro bólido fireball que cruzou o céu do Rio Grande do Sul e caiu na noite desta quinta-feira, 18. Esse é o maior meteoro do tipo registrado no Estado este ano em termos de brilho, explosão e tamanho.

A queda meteoro bólido fireball ocorreu no oceano sul do Rio Grande do Sul às 22h48 Foto: Observatório Espacial Heller & Jung

PUBLICIDADE

Segundo o observatório, o brilho do meteoro ultrapassou o da Lua. Sua magnitude, medida que dá parâmetros para o brilho dos corpos celestes, foi de -11,41.

O meteoro também é classificado como bólido por ter explodido na extinção. Durante sua passagem, o fenômeno ficou visível durante quatro segundos às 22h48.

A Organização Internacional de Meteoros (IMO) estabelece que, a partir de uma magnitude de -4, o meteoro já pode ser considerado como fireball. Nesses casos, quanto mais negativa a magnitude, maior o brilho.

Outro meteoro fireball passou por RS neste ano, em março, e teve imagens captadas pelo observatório, mas com uma magnitude bem menor, de -5,1. Ele também pode ser visto por menos tempo, durante 2,46 segundos.

Conforme explica Carlos Jung, fundador do Observatório Espacial Heller & Jung, meteoros de grande magnitude e tamanho não são previsíveis e podem cair em qualquer horário e dia. Esses são eventos raros e que podem resultar em fragmentos no solo. Isso porque muitos resistem ao processo de desgaste provocada pelo atrito com a atmosfera da Terra, que provoca sua extinção.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.