PUBLICIDADE

Por que o homem estará outra vez perto da Lua em 2024

Nasa prevê para novembro a missão tripulada Artemis 2 até a órbita do satélite, mas os EUA não estão sozinhos nessa corrida espacial

Por Roberta Jansen

Depois de um hiato de mais de meio século, o homem planeja voltar à Lua em 2024. Desta vez, não apenas o homem. Uma mulher também está escalada para a missão. A Agência Espacial dos Estados Unidos, a Nasa, confirmou que a missão Artemis 2 será realizada em novembro.

PUBLICIDADE

A missão levará quatro astronautas (além de uma mulher, um homem negro e dois homens brancos) até a órbita da Lua, onde ficarão por dez dias.

No ano seguinte, em 2025, a Nasa pretende pousar a cápsula tripulada no satélite, 53 anos depois do último pouso do Projeto Apollo, em 1972.

A China também já anunciou planos de enviar uma missão tripulada ao satélite terrestre até o fim da década. A descoberta e a confirmação da existência de água congelada nos polos lunares, no início dos anos 2000, reacendeu o interesse pela Lua.

A Lua fotografada pelos tripulantes da Apollo 17, em 1972. Foto: Nasa

“É um fato: estamos numa corrida espacial”, afirmou, em janeiro de 2023, Bill Nelson, diretor da Nasa. “E é melhor tomarmos cuidado para que não ocupem uma parte da Lua à guisa de pesquisa científica. Não é inimaginável que nos digam algo como: Fiquem de fora, estamos aqui, é nosso território’.”

A presença de uma fonte importante de oxigênio e hidrogênio deu às agências espaciais uma nova razão para explorar a Lua. Além disso, um dos principais objetivos das novas missões é estabelecer bases para uma futura missão a Marte, que incluiriam até mesmo laboratórios científicos.

O fascínio pela Lua acompanha a humanidade desde tempos imemoriais, mas foi apenas a partir do século 17 que cientistas começaram a desvendar seus mistérios. Os primeiros a chegarem à Lua foram os soviéticos, em 1959, com os módulos não tripulados Luna 1 e 2. De lá para cá, pelo menos sete países já lançaram missões ao satélite.

Publicidade

Confira, ano a ano, a “corrida à Lua”:

  • 1610 – O astrônomo italiano Galileu Galilei fez a primeira observação da Lua com um telescópio.
  • 1645 – Michael Florent Van Langren fez o primeiro mapa da Lua
  • 1753 – Roger Joseph Boscovich comprovou que a Lua não tem atmosfera
  • 1824 – Franz von Gruithuisen sugeriu que as crateras lunares foram formadas pelo choque de meteoros com o satélite
  • 1920 – Robert Goddard lançou pela primeira vez a ideia de enviar um foguete à Lua
  • 1959 – A nave soviética Luna 2 foi a primeira a alcançar a Lua
  • 1961 – O presidente americano John F. Kennedy, em resposta ao lançamento do primeiro homem à órbita da Terra, o soviético Yuri Gagarin, naquele mesmo ano, propõe um programa espacial para levar um astronauta à Lua
  • 1964 – A nave Ranger 7, dos Estados Unidos, registra as primeiras imagens em close-up da superfície da Lua
  • 1966 – A nave soviética Luna 9 (não tripulada) faz o primeiro pouso na Lua
  • 1967 – As missões Lunar Orbiters, da Nasa, completam o mapeamento fotográfico da Lua
  • 1968 – A nave Apollo 8 faz o primeiro voo tripulado à Lua, circulando o satélite dez vezes antes de voltar à Terra
O astronauta Frank Borman, comandante da Apollo 8, em 1968. Foto: Nasa
  • 1969 – A missão Apollo 11 faz o primeiro pouso tripulado na Lua, em 20 de julho. Neil Armstrong é o primeiro a caminhar no satélite: “Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”.
Buzz Aldrin registrou pegada na Lua em 1969.  Foto: Buzz Aldrin/Nasa - 20/7/1969
  • 1969 – A missão Apollo 12 faz o primeiro pouso de precisão na Lua
  • 1972 – A missão Apollo 17 faz o último pouso de uma nave tripulada do Programa Apollo
Lançamento da Apollo 17, em 7 de dezembro de 1972. Foto: Nasa
  • 1976 – A nave robótica soviética Luna 24 pousa na Lua e traz amostras de solo de volta à Terra.
  • 1990 – A caminho de Júpiter, a nave Galileu, da Nasa, obtém as primeiras imagens do lado oculto da Lua
Registro da Lua feito a partir da nave Galileu em 1990. Foto: Nasa
  • 1994 – A missão Clementine, da Nasa, faz um mapeamento multiespectral da Lua
  • 2007 – A nave japonesa Selene é lançada à Lua
  • 2008 – A nave chinesa Chang’e 1 é lançada
  • 2008 – A nave indiana Chandarayaan 1 é lançada
  • 2009 – A Lunar Reconnaissance Orbiter, da Nasa, se choca com a Lua e consegue revelar a presença de água congelada.
Nessa composição, é possível ver a Terra a surgir acima do horizonte lunar do ponto de vista da sonda Lunar Reconnaissance Orbiter. Foto: Nasa
  • 2010 – A missão chinesa Chang’e 2 obtém imagens da superfície da Lua com o objetivo de determinar pontos de alunissagem
  • 2011 – As missões da Nasa Gravity Recovery e Interior Laboratory mapeiam pela primeira vez em detalhes o campo gravitacional da Lua
  • 2013 – As missões da Nasa Lunar Atmosphere e Dust Environment Explorer investigam a exosfera e a poeira lunar
  • 2013 – A missão chinesa Chang’e 3 consegue pousar um robô na Lua e fazer fotos da superfície do satélite
  • 2014 – Um veículo de teste para a futura missão Chang’e 5 é lançado para testar uma estratégia de coleta e retorno de amostras lunares à Terra
  • 2018 – A missão Chang’e 4 pousa no lado oculto da Lua e envia imagens à Terra
  • 2019 – Israel lança sua primeira missão à Lua, mas a nave Beresheet se choca contra o satélite
  • 2019 – A Índia lança a Chandrayaan 2, sua segunda missão à Lua
  • 2020 – A missão chinesa Chang’e 5 pousa na Lua e traz de volta à Terra amostras de rochas
  • 2022 – A Coréia do Sul lança sua primeira missão à Lua, Kari
  • 2022 – O Japão lança três novas missões à Lua: duas naves robóticas de pouso e uma nave para orbitar o satélite
  • 2022 – A Nasa faz o primeiro voo de teste para a Lua como parte da missão Artemis

Publicidade

A espaçonave Orion, da missão Artemis I, da Nasa, foi recuperada com sucesso na Baixa Califórnia em 11 de dezembro de 2022. Foto: Kim Shiflett/Nasa
  • 2023 – A Índia lança a Chandrayaan 3, com nave robótica de pouso e nave para orbitar o satélite
  • 2023 – Depois de praticamente 50 anos, os russos lançam a Luna 25
  • 2023 – O Japão lança mais uma missão à Lua
Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.