PUBLICIDADE

Daniel Radcliffe, o Harry Potter, e mais atores lamentam morte de Michael Gambon, o Dumbledore; veja

‘Com a perda de Michael Gambon, o mundo tornou-se consideravelmente menos divertido’, disse o ator; Gambon morreu nesta quinta-feira, 28, aos 82 anos

Foto do author Sabrina Legramandi
Por Sabrina Legramandi
Atualização:

O ator Daniel Radcliffe, que protagonizou a saga Harry Potter como o personagem principal, homenageou Michael Gambon, artista que deu vida a Alvo Dumbledore em seis dos oito filmes da saga. Gambon morreu nesta quinta-feira, 28, aos 82 anos.

PUBLICIDADE

“Com a perda de Michael Gambon, o mundo tornou-se consideravelmente menos divertido”, declarou Daniel em um comunicado compartilhado com a Variety. Ele chamou o colega de “um dos atores mais brilhantes e sem esforço com quem já tive o privilégio de trabalhar” e disse que Gambon se divertia fazendo o seu trabalho.

“Ele era bobo, irreverente e hilário. Ele amava seu trabalho, mas nunca pareceu definido por ele”, escreveu. “Ele era um incrível contador de histórias e piadas e seu hábito de confundir os limites do fato e da ficção ao conversar com jornalistas significava que ele também era uma das pessoas mais divertidas com quem você poderia desejar fazer uma coletiva de imprensa.”

Daniel também relembrou as cenas que gravou com o artista no sexto filme da saga, Harry Potter e o Enigma do Príncipe, de 2009, em que, segundo ele, passou a maior parte do tempo trabalhando com Gambon. “Ele tornou as horas que passamos juntos em frente a uma tela verde mais memoráveis e alegres do que deveriam ser”, descreveu.

Por fim, o ator lamentou a morte do eterno Dumbledore. “Estou muito triste em saber que ele faleceu, mas estou muito grato pelo fato de ser uma das pessoas sortudas que trabalhou com ele”, disse.

Daniel Radcliffe e Michael Gambon no sexto filme da franquia 'Harry Potter', 'Harry Potter e o Enigma do Príncipe'. Foto: Warner Bros. Pictures/Reprodução

Nas suas redes sociais, a atriz Emma Watson, que interpretou Hermione, compartilhou uma mensagem em homenagem ao ator, com uma foto de Michael caracterizado como Dumbledore.

“Querido, querido, querido Michael Gambon. Você nunca levou tudo muito a sério, mas de alguma forma entregou os momentos mais sérios com toda a gravidade. Obrigado por nos mostrar como é usar a grandeza com leveza. Sentiremos sua falta”, escreveu.

Publicidade

Emma Watson presta homenagem ao ator Michael Gambon Foto: Reprodução / Instagram / @emmawats

Rupert Grint, o Rony dos filmes de Harry Potter, também prestou a sua homenagem ao colega de elenco. Em um post compartilhado no feed do seu Instagram, o ator lamentou a perda de Michael e relembrou o efeito que a convivência com o ator teve em sua vida.

“É tão triste ouvir sobre [a morte] do Michael. Ele trouxe tanta alegria e travessura para cada dia nas gravações. Me cativou quando eu era criança e se tornou um exemplo pessoal para mim, mostrando como encontrar a diversão e as peculiaridades da vida. Enviando todo o meu amor para a família dele”, disse.

Também do elenco do filme, James Phelps, que interpretou o personagem Fred Weasley, relembrou a convivência que teve com Gambon nos bastidores da produção. Ele descreveu o ator como “uma lenda”, além de “muito divertido e aberto para compartilhar o conhecimento que tinha”.

James Phelps, que viveu um dos gêmeos Weasley ao lado do irmão, Oliver Phelps, lamentou a morte de Michael Gambon. Foto: Warner Bros. Pictures/Reprodução

Segundo o artista, ele trabalhou na equipe que cuidava da publicidade do sexto filme da franquia e, por esse motivo, passou “muitas horas” com Gambon durante as gravações. James relatou o dia em que o ator gravou a cena final de Dumbledore.

PUBLICIDADE

“Obviamente, era uma cena muito intensa. Entre as preparações, ele me perguntou o que eu faria no final de semana”, contou o artista. “À época, eu e meu irmão estávamos lendo Pedro e o Lobo com a Orquestra Hallé, de Manchester.”

Oliver Phelps, o irmão de James, também atuou em Harry Potter como o personagem George Weasley. Depois da conversa, Gambon sugeriu que os dois praticassem as falas de James para a apresentação.

“Ele me perguntou: ‘Você tem o roteiro com você?’. Eu respondi que tinha, e ele continuou: ‘Eu já fiz esse musical, vamos praticar juntos e, se quiser, posso te dar algumas dicas’”, relatou. “Então passamos o que deveria ser o tempo de descanso dele praticando para o meu trabalho no final de semana. É uma das melhores lembranças que eu tenho de Harry Potter.”

Publicidade

*Estagiária sob supervisão de Charlise de Morais

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.