Edifício histórico de Salvador assume nova identidade e se torna hotel de luxo

Retrofit também é responsável por requalificar complexo multiúso, de 1989, localizado na capital de Santa Catarina

Publicidade

PUBLICIDADE

Por Diego Lazzaris
3 min de leitura

ESPECIAL PARA O ESTADÃO - Um edifício construído há quase cem anos em Salvador transformado em hotel de luxo e um complexo multiúso que, além de receber profissionais de diversas áreas, também se tornou ponto de encontro de famílias em Florianópolis foram premiados com o Master Imobiliário na categoria Empreendimento - Retrofit

Na capital baiana, o edifício A Tarde, inaugurado em março de 1930, destinou-se a abrigar a sede do jornal de mesmo nome. Localizado na Praça Castro Alves, no centro histórico, foi o primeiro prédio de escritórios construído em concreto armado de Salvador.

Leia também

Em 2008, foi comprado pela Prima Empreendimentos. “Tínhamos plena consciência de que se tratava de uma das construções mais importantes do século 20″, diz Rubén Escartin, presidente da empresa.

A ampla vista para a Baía de Todos os Santos e as características únicas do edifício fizeram com que os novos donos tivessem convicção de que ali deveria ser instalado um hotel de luxo. “Isso nos levou à escolha da bandeira Fasano”, afirma Escartin.

Entre as características preservadas estão a fachada original e seus ornamentos marcantes, totalmente revestidos em argamassa de pó de pedra, técnica característica do estilo arquitetônico conhecido como Art Déco – representado pelo uso de concreto armado, com estruturas de linhas retas e formas retangulares.

Com as alterações, prédio passou a ter 70 suítes, com tamanhos que variam de 40 m2 a 75 m2.  Foto: Prima Empreendimentos

Os mosaicos de mármores Carrara, Verde Alpi e Nero Marchina do lobby também foram restaurados. A construtora ainda restaurou uma escada caracol de ferro fundido trabalhado e painéis de lambris de madeira em duas suítes que, no passado, abrigaram a sala da diretoria do jornal.

Continua após a publicidade

Para que o hotel operasse dentro dos padrões desejados, era necessária uma quantidade mínima de suítes, o que foi possível, graças à aquisição de um segundo edifício bem ao lado – o antigo Cine Tamoio. Com a reforma completa, o hotel tem hoje 70 suítes, que variam de 40 m² a 75 m².

Fachada da ex-sede do jornal A Tarde, antes de ser feita a reforma.  Foto: Prima Empreendimentos

No Sul, o Passeio Primavera, um complexo multiúso localizado às margens da Rodovia SC-401, em Florianópolis, conquistou o júri.

Inaugurado em 1989 como um garden center (centro de jardinagem e varejo de plantas), o empreendimento da Hurbana passou por diversas fases, com a construção de novos edifícios e áreas de convivência ao longo dos anos.

Quem passa ou trabalha por ali pode utilizar inúmeros espaços diferentes, como um centro de inovação com coworking e incubadora, o próprio garden center, restaurantes, escola, além de diversos tipos de comércios e serviços e um prédio corporativo.

Todos ambientes são integrados por áreas comuns repletas de vegetação nativa, um espelho d’água e obras de arte contemporânea.

Uma praça arborizada foi concebida para estimular a convivência e a vida ao ar livre entre os usuários e os visitantes do complexo. Segundo Mauricio Barbosa, diretor da Hurbana, a ideia remete ao urbanismo de décadas passadas, quando as cidades eram erguidas ao redor de uma pracinha.

Continua após a publicidade

O prédio erguido mais recentemente é o Primavera Office com seis pavimentos para escritórios. Inaugurado em 2020, tem arquitetura ousada, com fachadas envidraçadas e jardineiras que enfeitam todos os andares e deixam o projeto ainda mais integrado com a natureza ao seu redor. A programação frequente de eventos contribui para atrair ainda mais o público ao local.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.