Publicidade

Euro opera em alta ante dólar, apesar de dados ruins

Traders ignoram uma série de novas provas que apontam para recessão na região

Por CLARISSA MANGUEIRA
Atualização:

O euro se recuperou levemente em relação a outras moedas importantes durante a sessão europeia, enquanto os traders cambiais ignoraram uma série de novas provas que apontaram para uma recessão na zona do euro e desaceleração da econômica global, e inverteram suas apostas contra a moeda única, devido à falta de prosseguimento de venda mais cedo no dia.A moeda única recuou para uma mínima em três semanas ante o dólar na sessão asiática, após dados do setor manufatureiro da China. O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial da China, medido pela Federação Chinesa de Logística e Compras (CFLP, na sigla em inglês) em conjunto com o Escritório Nacional de Estatísticas, subiu para 49,8 em setembro em comparação com a leitura final de 49,2 em agosto. O número, contudo, ficou abaixo da previsão média de 50,2 de 11 economistas consultados pela Dow Jones.Embora a leitura de setembro tenha sido ligeiramente melhor em relação à do mês anterior, após quatro quedas consecutivas, o PMI mostrou contração pelo segundo mês seguido. Isso porque uma leitura abaixo de 50 indica contração da atividade industrial, enquanto qualquer número acima de 50 representa crescimento.Dados econômicos negativos da zona do euro também foram divulgados mais cedo. O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial da zona do euro subiu para 46,1 em setembro, de 45,1 em agosto, segundo a provedora de dados Markit. Apesar da alta, esse foi o 14º mês seguido em que o indicador ficou abaixo de 50.Além disso, a Agência de Estatísticas da União Europeia disse em comunicado separado que o número de pessoas sem emprego na região totalizou 18,196 milhões em agosto, o equivalente a um aumento de 34 mil em relação a julho. O número marcou o nível mais alto de desempregados, desde que os dados começaram a ser contabilizados em janeiro de 1995.A libra e o franco suíço operaram com estabilidade após outros dados que também destacaram o péssimo estado das economias da Suíça e do Reino Unido. O PMI suíço caiu para o menor nível desde junho de 2009. O Reino Unido também registrou um aprofundamento da contração manufatureira do país, à medida que a demanda do exterior recuou pelo sexto mês consecutivo.O cenário econômico cada vez mais sombrio ocorre antes das decisões de juros do Banco da Inglaterra (BoE, em inglês) e do Banco Central Europeu (BCE), na quinta-feira.Às 8h45(de Brasília), o euro era negociado em US$ 1,2889, de US$ 1,2859 no fim da sexta-feira (28) em Nova York. O dólar era negociado em 77,98 ienes, de 77,95 ienes na sexta-feira. A libra operava em US$ 1,6139, de US$ 1,6167. As informações são da Dow Jones.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.