Publicidade

Fator Rússia e Ucrânia faz petróleo recuar

Foto do author Redação
Por Redação

Os contratos futuros de petróleo operam em queda nesta quarta-feira, 5, apagando os ganhos anteriores, refletindo os sinais de que a Rússia e a Ucrânia podem iniciar um diálogo sobre a tensão entre os países.No final de semana, o movimento da Rússia na Crimeia aumentou os temores de que as linhas de abastecimento de gás, petróleo e derivados de petróleo da Rússia para a Europa seriam afetados. Com a declaração do presidente russo, Vladimir Putin, de que não há necessidade de usar força militar na Ucrânia, o clima entre os dois países ficou mais tranquilo.O possível retorno do petróleo bruto líbio ao mercado também pesa sobre os preços da commodity. "De acordo com o governo líbio, foi alcançado um acordo com os manifestantes no campo petrolífero de El Sharara", disseram analistas do Commerzbank. A National Oil Corp não fez nenhuma declaração sobre quando a produção de petróleo no segundo maior campo de petróleo da Líbia pode ser retomada.Nos EUA, o petróleo, que não é exportado e não está sujeito a problemas geopolíticos como o Brent, caiu menos acentuadamente. A diferença entre os dois contratos está menor do que US$ 6 pela primeira vez em cinco meses.Às 10h03 (de Brasília), o petróleo brent para abril recuava 0,58% na ICE, para US$ 108,69 por barril, enquanto o contrato para abril negociado na Nymex cedia 0,26%, para US$ 103,06 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.