PUBLICIDADE

Metade dos estudantes do mundo estão sem aulas, afirma Unesco

Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura estima pelo menos 850 milhões de alunos com atividades suspensas

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) confirmou na manhã desta quarta-feira, 18, que metade dos alunos de todo o mundo estão sem aulas devido à pandemia do novo coronavírus

De acordo com o órgão, 102 países tiveram o funcionamento de escolas e universidades totalmente suspensos, enquanto outros 11 suspenderam parcialmente suas atividades. Ao todo, isso significa pelo menos 850 milhões de alunos sem aulas.

Unesco estima que metade dos alunos no mundo estão sem aulas pela pandemia do covid-19 Foto: REUTERS/Khalil Ashawi

PUBLICIDADE

Em um comunicado oficial, o órgão ainda afirmou que a pandemia tem apresentado um "desafio sem precedentes" para as áreas de educação em todo o mundo. "Isto impõe aos países desafios imensos para poder proporcionar um aprendizado ininterrupto a todas as crianças e jovens de maneira equitativa", afirmou a diretora geral da Unesco, Audrey Azoulay.

Como resposta imediata ao fechamento das escolas, a Unesco criou um grupo de trabalho para proporcionar assessoria e assistência técnica aos governos, anunciou a instituição, que tem sede em Paris. O órgão também destacou que está organizando reuniões virtuais periódicas com os ministros da Educação de todo o mundo para compartilhar experiências e avaliar as necessidades prioritárias. 

Apenas no Brasil, cerca de 590 mil estudantes já tiveram aulas suspensas desde que foi descoberto o covid-19. / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.