Foto do(a) blog

Pra você entender o mundo dos animais

Uniformes da Fedex viram cobertores para pets

Empresa de transportes recicla uniformes dos funcionário e beneficia pessoas em situação de vulnerabilidade social e animais que vivem em abrigos

PUBLICIDADE

Foto do author Fábio Brito
Por Fábio Brito
Atualização:

Atitudes como a da FedEx Express, uma das maiores empresas de transporte expresso do mundo, mostram que é possível usar estratégia até para ajudar. Já estão na oitava edição do Programa de Reciclagem de Uniformes que, anualmente e desenvolvido pela companhia, tem o objetivo fazer o descarte correto e consciente dos uniformes de seus funcionários. Ao mesmo tempo, beneficia pessoas em situação de vulnerabilidade social e animais que vivem em abrigos.  Este ano, quase quatro toneladas de uniformes antigos foram reciclados e geraram 4.600 cobertores para humanos e 1.050, em tamanho menor, para pets.

ACOMPANHE O BLOG CONVERSA DE BICHO E FIQUE POR DENTRO DAS NOTÍCIAS DO MUNDO ANIMAL: FACEBOOK | INSTAGRAM

Taiá aproveita para se aquecer. Quatro toneladas de uniformes antigos da Fedex foram reciclados e geraram 1.050 cobertores para pets. Foto: Fedex/Divulgação

PUBLICIDADE

Ao longo das oito edições do programa, foram produzidos cerca de 21.600 cobertores a partir da reciclagem de aproximadamente 73 mil peças de roupas, totalizando mais de 22 toneladas de uniformes recuperados. Ao produzir os cobertores, a FedEx também gera benefícios ambientais, como a redução da emissão de gases de efeito estufa em comparação ao uso de outros métodos de descarte de tecidos.

“Por meio do programa de reciclagem, conseguimos colocar em prática elementos importantes da nossa cultura corporativa. Além de adotarmos práticas sustentáveis em nossa cadeia de suprimentos, ajudamos as comunidades onde temos operações em todo o país”, comenta Guilherme Gatti, vice-presidente de operações da FedEx Express no Brasil.

A campanha de doação de cobertores faz parte do FedEx Cares, programa de engajamento comunitário global desenvolvido pela empresa em todo o mundo. No Brasil, a iniciativa já beneficiou cerca de 50 instituições sociais por meio da distribuição dos cobertores.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.