Caso do ‘viúvo do Twitter’ viraliza e abre debate sobre exposição de relações nas redes; entenda

Perfil de Bruno Baketa ganhou milhares de seguidores com cartas para a esposa morta devido a uma síndrome rara. Nesta segunda, suposta amante dele expôs o caso. Para ela, Bruno dizia que casamento estava em crise e que iria se separar

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A internet amanheceu nesta terça-feira, 18, povoada com as revelações sobre o “viúvo do Twitter”. Trata-se da história de Bruno Mendes - ou Bruno Baketa como se denominava nas redes sociais. Em fevereiro deste ano, o fotógrafo viralizou no Twitter ao publicar cartas com declarações de amor para a sua esposa, Ivy Beatriz, que, segundo ele, havia morrido recentemente devido a uma embolia pulmonar causada por uma doença rara.

PUBLICIDADE

“Mô, senti uma necessidade muito forte de vir aqui na cachoeira onde batizamos Lulu. Coloquei os pés na água e fiquei pensando e relembrando várias coisas. Conversei com você e espero que você tenha me ouvido daí… E acredito que ouviu, porque te senti um pouco por perto. Eu te amo”, escreveu Bruno na época.

Segundo ele, Ivy sofria de uma síndrome chamada Klippel-Trenaunay. A morte precoce da jovem de 33 anos parecia ter devastado a vida de Bruno, que lamentava a perda da amada e o sofrimento que ele a filha do casal, de 4 anos, estavam enfrentando.

Na ocasião, a internet se solidarizou com a história do rapaz e muitas pessoas apoiaram Bruno e relataram como se sentiam mal com a situação. “Quem acredita, por favor rezar pela minha mulher. Pelo amor de Deus”, escreveu o fotógrafo diante da repercussão das suas postagens. A conta do fotógrafo, no entanto, não está mais disponível.

Reviravolta

O que era para ser uma história de amor se tornou uma grande fofoca no Twitter. Nesta segunda-feira, 17, uma moça que se denomina Luba nas redes socais fez um “exposed” (exposição) de Bruno e detalhou a relação que ambos tinham enquanto o fotógrafo era casado.

No texto, a suposta amante diz que Bruno estava insatisfeito com o casamento e que iria se separar para que ambos pudessem ficar juntos. “Acredito ser importante compartilhar minha perspectiva, já que minha experiência contradiz a narrativa contada por ele em suas redes sociais”, conta a moça.

“Desde que nos conhecemos, ele me assegurou repetidamente que estava em processo de separação e que desejava construir uma vida comigo. Ele expressou seus sentimentos, compartilhou seus planos futuros e afirmou que estava em transição de seu relacionamento atual”, ela escreveu.

Publicidade

Suposta amante expõe caso com Bruno Baketa e disserta o que viveu a lado do rapaz Foto: Reprodução/Thread/@louiercviuvo do twitter

Luba diz que, uma semana antes de Ivy morrer, Bruno estava em seu apartamento pedindo para que ela esperasse por ele. “Mas a partir da tragédia que aconteceu, fui me deparando com informações contraditórias que me fizeram questionar tudo q vivemos até ali”, desabafou.

“E eu nunca me senti tão enganada na minha vida. Os holofotes estavam todos virados para ele e foi um claro caso de espetacularização do seu sofrimento. O viúvo do twitter ganhou muitos seguidores às custas da minha sanidade, expondo uma história que não parecia real para mim.”

A moça reitera ainda que toda a situação causou problemas de saúde para ela, como estresse pós-traumático e depressão. “Até hoje não sei o que foi real. Entrei em surto”, frisou.

Cartas marcadas

Luba continua o texto explicando o que vivenciou com o rapaz, Ela compartilha prints das conversas que os dois tiveram, que Bruno publicou posteriormente nas redes sociais como uma homenagem à esposa ao longo de suas ”cartas”.

Suposta amante de Bruno Baketa publica conversas que os dois tinham enquanto fotógrafo era casado. Do lado esquerdo, um print de uma conversa que ele teve com a moça. Do lado direito, o mesmo vídeo publicado nas redes sociais do rapaz direcionado à esposa morta Foto: Reprodução/Thread/@louierch

“O que eu quero dizer é que a bagunça é tão grande que não sei quanto tempo ainda levarei pra digerir tudo isso. Não sei, se quer, se conseguirei. Eu nunca fui tão honesta e aberta com alguém na minha vida. E até nos seus dias mais obscuros eu estava lá para ele”, revelou.

Luba termina o texto dizendo o quanto a relação foi prejudicial para ela. “Eu tenho essa coisa [de] colocar as necessidades dos outros à frente das minhas. E foi sendo assim que eu me perdi de quem eu era. Sentir tudo que eu senti sozinha foi o que me matou. Calar isso comigo por tanto tempo foi o que me adoeceu.”

Reações

O caso abriu um debate sobre a superexposição das relações nas redes - ou o “feitiche” da exposição, como definiu um usuário.

Publicidade

Com a repercussão, a internet se revoltou com Bruno e muitos usuários relataram o quanto se sentiram “palhaços” por acreditarem na história emocionante do rapaz. Veja algumas declarações:


Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.