PUBLICIDADE

Gusttavo Lima diz que evitará lives para ‘não ser censurado’; entenda

Sertanejo virou alvo de representação no Conar por causa de propaganda de bebida alcoólica durante transmissão

Por Camila Tuchlinski
Atualização:
O cantor Gusttavo Lima Foto: Instagram/@gusttavolima

O cantor Gusttavo Lima usou as redes sociais na noite desta quarta-feira, 15, para desabafar sobre críticas que recebeu por ter exposto bebida alcoólica durante lives que realizou na quarentena.   “Acho que o grande segredo da live é tirar o lençol do fantasma. Acho que uma live engessada e politicamente correta não tem graça. O bom são as brincadeiras, a vontade de levar alegria, alto astral para as pessoas que estão agoniadas nesse momento. Não farei live para ser censurado”, avisou.  Gusttavo Lima também falou sobre o dinheiro arrecadado durante a transmissão para o combate ao novo coronavírus. “Juntos, ajudamos muitas pessoas. Foram toneladas de alimentos e arrecadações. Fizemos nosso papel. Deus abençoe a todos”, concluiu a publicação no Twitter. 

Gusttavo Lima usou o Twitter para desabafar sobre críticas em relação ao consumo de álcool durante live na quarentena. Foto: Twitter/gusttavo_lima

PUBLICIDADE

No Instagram, o cantor também fez questão de apontar as ações e instituições que foram ajudadas com a renda revertida para a compra de cestas básicas, álcool em gel e outros.

Gusttavo Lima publicou uma relação dos locais contemplados e disse que ainda tem mais a ser doado. “O restante está no nosso galpão para ser entregue no decorrer dos próximos dias. Obrigado a todos que nos apoiaram e juntos estão somando nessa época tão difícil”, disse.

O sertanejo virou alvo de representação ética no Conar na terça-feira, 14. De acordo com o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, diversos consumidores fizeram denúncias em relação às ações publicitária realizadas nas transmissões de Live Gusttavo Lima - Buteco em Casa e Buteco Bohemia em Casa

Live deGusttavo Lima durou mais de sete horas na quarentena durante pandemia do novo coronavírus. Foto: YouTube/Gusttavo Lima

Ao longo de mais de sete horas de transmissão, além da interpretação em Libras, em um dos cantos do vídeo estava fixada a frase “beba com moderação”. Ao mesmo tempo, logos das marcas patrocinadoras da live surgiam em outros cantos da tela.  A transmissão de Gusttavo Lima no YouTube bateu recorde de visualizações, mais de 50 milhões.

Assista ao vídeo:

Publicidade

Em nota enviada para o E+, a assessoria do cantor destacou que a medida do Conar não se trata de um processo judicial, mas sim de um processo administrativo, e que “os esclarecimentos necessários serão prestados conforme determinado na referida citação”. Ainda sinalizou que outras informações não serão divulgadas no momento em razão da confidencialidade do processo. Já a Ambev, que também recebeu a notificação do Conar por ter patrocinado a live do cantor, disse em nota: “Sabemos que em algumas lives, de forma totalmente espontânea, algumas orientações [das regras de publicidade] não foram seguidas. Estamos reforçando as regras dado esse novo contexto de entretenimento virtual e estamos mais do que nunca comprometidos com o consumo responsável de nossos produtos.”

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.