PUBLICIDADE

Julio Iglesias é detido em aeroporto por causa do conteúdo de sua mala; veja vídeo

O cantor levava cerca de 40 quilos de comida em sua bagagem, que incluía frutas, legumes e até carne

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Julio Iglesias, foi detido no aeroporto de Punta Cana, na República Dominicana, por causa do conteúdo de sua mala. O cantor de 80 anos viajava das Bahamas para a cidade e teve sua bagagem confiscada pelas autoridades locais, de acordo com o jornal espanhol Marca.

Julio Iglesias durante apresentação no Parque Ibirapuera em 1999. Foto: Paulo Liebert/Estadão/Arquivo - 07/03/99

PUBLICIDADE

Iglesias estava com cerca de 40 quilos de comida dentro da bagagem, que precisou passar por uma inspeção. O cantor teria corrido risco de prisão, segundo a publicação, por carregar essa quantidade de comida em um voo internacional.

Na bagagem de Iglesias podia ser encontrada frutas como morangos, framboesas, mirtilos e cerejas, mas também verduras, legumes e grãos como tomates, beterraba, aipo e feijão. Também estavam entre os pertences do cantor espinafre, alface, cogumelos e carne.

Os alimentos foram detidos porque, segundo uma integrante do Ministério da Agricultura do país, a entrada de produtos de origem animal e vegetal pode colocar em risco a produção nacional. Por isso há um controle de bagagens.

É comum que países façam esse tipo de vigilância para evitar também possíveis riscos de contaminação biológica ou que, por exemplo, uma espécie exótica de algum ser vivo possa entrar no país e se tornar uma praga.

De acordo com o Ministério da Agricultura e Pecuária, no Brasil, por exemplo, são proibidos produtos apícolas (mel, cera, própolis, etc.); frutas e hortaliças frescas; flores, plantas ou partes delas; bulbos, sementes, mudas e estacas; artesanato com produtos de origem vegetal ou animal não processados; agrotóxicos e afins; terras e substratos; espécies exóticas: peixes e pássaros ornamentais; e produtos de origem animal destinados à ornamentação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.