PUBLICIDADE

Super Bowl: Retorno de Rihanna é classificado como o 3º melhor show feminino da história do evento

Revista ‘Rolling Stone’ fez ranking que colocou apresentações de Beyoncé e o encontro de Shakira e Jennifer Lopez no top 2 de shows femininos

Foto do author Sabrina Legramandi
Por Sabrina Legramandi
Atualização:

O retorno de Rihanna aos palcos após 7 anos não marcou apenas a carreira da artista, mas também a história dos intervalos do Super Bowl. Foi a conclusão que chegou a revista norte-americana Rolling Stone, que classificou os melhores shows da história do evento neste domingo, 12.

A apresentação da cantora apareceu como o terceiro melhor show feminino. Antes dela, a revista escolheu o reencontro de Beyoncé com o Destiny’s Child, que ocorreu em 2013, e a união de Shakira e Jennifer Lopez, de 2020, para o top 2.

Reencontro de Beyoncé com o Destiny's Child foi classificado pela 'Rolling Stone' como o melhor show feminino da história dos intervalos do Super Bowl. Foto: Jeff Haynes / REUTERS

PUBLICIDADE

Na lista geral, Rihanna figura em oitavo lugar. O show de Prince, que cantou a clássica Purple Rain debaixo da chuva em 2007, foi coroado como o mais memorável dos intervalos da final do campeonato da NFL.

A apresentação de Rihanna no domingo foi marcada por clássicos da cantora e pela confirmação de uma segunda gravidez. A artista apresentou canções icônicas, como Umbrella, e até um remix brasileiro de Rude Boy. O show pode ser visto na íntegra no canal do YouTube da NFL.

Confira os 10 melhores shows do intervalo do Super Bowl, segundo a Rolling Stone

1. Prince (2007)

2. U2 (2002)

3. Beyoncé (2013)

Publicidade

4. Dr. Dre, Snoop Dogg, Eminem, Mary J. Blige, 50 Cent e Kendrick Lamar (2022)

5. Aerosmith, Britney Spears, ‘NSync, Nelly e Mary J. Blige (2001)

6. Shakira e Jennifer Lopez (2020)

7. Bruce Springsteen e E Street Band (2009)

8. Rihanna (2023)

9. Madonna (2012)

10. Lady Gaga (2017)

Publicidade


*Estagiária sob supervisão de Charlise de Morais

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.