PUBLICIDADE

Publicidade

Maldição? Com logo e presença dos Stones, Barça sai na frente, mas leva virada do Real Madrid

Time catalão, que ainda não tinha perdido no Espanhol, abriu o placar com Gundogan logo no início, mas Jude Bellingham mudou completamente a história do jogo

Por Sergio Neto
Atualização:

Que Mick Jagger carrega uma má fama nas arquibancadas de futebol, todo mundo sabe. O icônico vocalista do Rolling Stones se tornou um símbolo de ‘azar’ no esporte por frequentemente ser visto torcendo por seleções e times que geralmente perdem seus compromissos. Neste domingo, na Espanha, a história parecia estar sendo diferente. Mas não foi.

PUBLICIDADE

Barcelona e Real Madrid fizeram o ‘El Clássico’ no Estádio Olímpico Lluís Companys, já que o Camp Nou está em reforma. Com os Stones nas tribunas, foi o time catalão achou que história seria diferente ao sair na frente com Gundogan, logo aos 6 minutos de partida. Cogitado para ser o novo técnico da seleção brasileira, Carlo Ancelotti ficou bastante pensativo com o gol tão cedo.

Porém, sempre ele, Jude Bellingham tratou de ‘jogar um balde de água fria’ nos mandantes. A jovem estrela britânica acertou um belo arremate de fora da área e colocou números iguais no marcador aos 23 minutos da segunda etapa. O que poderia ter sido o ‘fim da maldição de Jagger’ colocou o vocalista sentado de semblante fechados nas tribunas. Então, o desastre veio. Novamente Bellingham, nos acréscimos. Ele desviou a bola após um cruzamento pela direita e garantiu a virada e a continuidade da ‘zica de Jagger’.

Fim da 'zica'? Barça vai vencendo o Real Madrid com Mick Jagger na torcida. Foto: Quique Garcia/EFE

Além da presença dos Stones, o Barça, que ainda não tinha perdido no Espanhol, também jogou com o símbolo da banda em sua camisa: a famosa figura de uma boca com a língua para fora. A iniciativa do patrocinador master do time catalão visa homenagear o grupo britânico que está na ativa desde 1962. A torcida aprovou o tributo e até fez um mosaico nas arquibancadas.

A briga pelo título espanhol parece que vai ser longa nesta temporada. No primeiro clássico, os rivais entraram em campo neste sábado separados por apenas um ponto. A vitória por 2 a 1 lança o Real Madrid à liderança do campeonato, com 28 pontos, empatado com o Girona. O Barcelona fica em terceiro, com 24 pontos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.